Economia Inflação faz cheeseburger do McDonald's subir pela 1ª vez em 14 anos no Reino Unido

Inflação faz cheeseburger do McDonald's subir pela 1ª vez em 14 anos no Reino Unido

O sanduíche passou de 99 centavos para 1,19 libra (R$ 7,59) nesta quarta-feira (27); o aumento foi de quase 20%

AFP
Uma das lojas McDonald's em Londres: o preço do cheeseburger teve reajuste

Uma das lojas McDonald's em Londres: o preço do cheeseburger teve reajuste

Maja Smiejkowska/Reuters

A inflação no Reino Unido fez sua última vítima, o cheeseburger do McDonald's, cujo preço subiu acima da marca simbólica de 1 libra pela primeira vez em 14 anos nesta quarta-feira (27).

“Vivemos tempos incrivelmente difíceis, e, como você, nossa empresa, nossos franqueados [...] e fornecedores sofrem com a inflação”, explicou Alistair Macrow, gerente-geral do McDonald's no Reino Unido e na Irlanda, em mensagem a clientes. “Nós adiamos essas mudanças o máximo possível.”

O cheeseburger passou de 99 centavos para 1,19 libra (cerca de US$ 1,43, ou R$ 7,59) nesta quarta-feira, ou seja, houve um aumento de quase 20%. No Brasil, o preço do cheeseburger do McDonald's já chega a R$ 9,90 no aplicativo.

Além disso, os restaurantes aplicarão neste verão (Hemisfério Norte) um aumento de preço entre 10 e 20 centavos a toda uma série de itens devido à inflação, detalhou a subsidiária britânica do McDonald's.

A inflação no Reino Unido pode estar acima de 11% até o fim do ano, devido à guerra na Ucrânia, ao aumento dos preços da energia e a um mercado de trabalho em déficit.

Na véspera, o grupo McDonald's já havia anunciado aumento de preços nos cardápios nos Estados Unidos, o seu principal mercado.

A cadeia de fast-food McDonald's continua a atrair clientes, apesar do aumento dos preços de seus produtos, embora seus lucros tenham sido atingidos pelo fechamento de seus restaurantes na Rússia e por custos mais altos.

O lucro líquido caiu 46%, para US$ 1,2 bilhão.

Últimas