Inflação

Economia Inflação medida pela FGV tem alta de 1,98% no início de fevereiro, com 16,6% em 12 meses

Inflação medida pela FGV tem alta de 1,98% no início de fevereiro, com 16,6% em 12 meses

O IGP-10 traz o levantamento dos valores cobrados de 11 de janeiro até o dia 10 deste mês; óleo diesel, minério de ferro, soja e milho tiveram os maiores aumentos

  • Economia | Do R7

Combustíveis continuam puxando os gastos no país

Combustíveis continuam puxando os gastos no país

Pilar Olivares/Reuters-17/11/2017

O IGP-10 (Índice Geral de Preços – 10), medido pela FGV (Fundação Getulio Vargas)  subiu 1,98% em fevereiro, com alta de 16,69% em 12 meses.

O índice traz o levantamento dos valores cobrados no país entre os dias 11 de janeiro e 10 do mês atual.

Em fevereiro de 2021, o IGP-10 havia subido 2,97% no mês e acumulava elevação de 28,17% em 12 meses.

O coordenador dos índices de preços da FGV, André Braz, destaca que os aumentos foram impulsionados por commodities e combustíveis, com destaque para minério de ferro (8,06%), soja (7,32%), milho (9,22%) e óleo diesel (7,71%).

O IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que também foi divulgado nesta terça-feira (15) avançou 2,51% em fevereiro. No mês anterior, o índice havia registrado taxa de 2,27%.

A principal contribuição para esse resultado partiu do subgrupo combustíveis para o consumo, cuja taxa passou de -2,14% para 2,49%.

Últimas