Maioria pesquisa online antes de comprar em loja física, diz SPC Brasil

Brasileiros costumam buscar informações principalmente sobre eletrodomésticos (59%), celulares e smartphones (57%) e eletrônicos (50%)

Eletrodomésticos lideram produtos mais pesquisados

Eletrodomésticos lideram produtos mais pesquisados

Pixabay

A grande maioria dos brasileiros (97%) busca informações online antes de realizar uma compra em lojas físicas. É o que mostra pesquisa divulgada nesta quinta-feira (25) pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito). 

Os principais produtos pesquisados desta forma são os eletrodomésticos (59%), celulares e smartphones (57%) e eletrônicos (50%). 

Quando a compra será realizada online, 84% dos entrevistados dizem que procuram primeiro os preços em lojas físicas e depois online. 

Os eletrodomésticos também ocuparam o topo do ranking nessa categoria (43%), seguidos por celulares e smartphones (41%), vestuário (34%) e eletrônicos (34%).

Os itens que ainda fazem as lojas físicas serem as preferidas para estas pessoas são a possibilidade de ver o produto de perto, facilidade de negociação de preços e de trocas.

Falta de planejamento 

Segundo a pesquisa, 43% dos consumidores admitem que nem sempre se planejam na hora de realizar uma compra online. 

O levantamento mostra que os motivos que mais levaram os brasileiros a comprar por impulso foram promoções e preços baixos (56%), ficar navegando nos sites das lojas (36%) e receber ofertas de produtos e lançamentos (22%).

Considerando que 43% nem sempre realizam o planejamento das suas compras online e outros 10% admitiram nunca fazer esse planejamento, aumentam também as chances de se comprometerem com uma dívida que não podem pagar.

Os produtos mais comprados sem planejamento são itens de moda e vestuário. 

Para as mulheres, há grande número de compras de cosméticos, perfumes e produtos de beleza. Já para os homens, os eletrônicos e artigos de informática, itens para casa e delivery de bebidas e comidas são os produtos mais comprados por impulso. 

Metodologia da pesquisa

A pesquisa ouviu 904 consumidores em um primeiro levantamento para identificar o percentual de pessoas que compraram pela internet nos últimos 12 meses. Em seguida, continuaram a responder o questionário 800 consumidores que fizeram alguma compra ao longo deste período. A margem de erro é de 3,3 p.p no primeiro caso e 3,5 p.p no segundo, para um intervalo de confiança a 95%.