Mansueto destaca aperto do Orçamento e diz que recuperação econômica tem sido lenta

Por Jose Gomes Neto

SÃO PAULO (Reuters) - O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, voltou a falar nesta quinta-feira sobre o aperto do Orçamento brasileiro, devido ao que ele classificou como erros do passado, destacando o alto endividamento e os limites para investimento público.

Entretanto, ele ponderou que o Brasil tem a vantagem de ser um país com economia diversificada, citando os leilões de áreas de petróleo a ocorrerem até o fim do ano.

"O nível de engessamento que se criou no Orçamento público brasileiro não tem paralelo em nenhum país do mundo", disse o secretário.

Para Mansueto, a recuperação econômica tem sido "muito lenta" porque houve uma desorganização do setor produtivo, em meio a uma "alta" carga tributária.

"Mas a economia nossa permite crescer em vários setores... Temos agora uma boa surpresa com a indústria petrolífera", disse, citando o leilão do excedente da cessão onerosa.