Economia Ministério da Justiça cria canal de denúncias de telemarketing

Ministério da Justiça cria canal de denúncias de telemarketing

Nos últimos três anos, quase 15 mil denúncias foram realizadas no Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor

  • Economia | Do R7

As empresas de telemarketing são obrigadas a se identificar com os números 0303

As empresas de telemarketing são obrigadas a se identificar com os números 0303

Reprodução/Anatel

O governo federal, por meio do Ministério da Justiça, criou um canal para que o cidadão denuncie casos de telemarketing abusivo, como empresas que ligam insistentemente ou em horários inapropriados para vender produtos.

Recentemente, essas empresas foram obrigadas a se identificar para que os consumidores soubessem do que se trata a ligação antes de atendê-la.

Porém, só essa medida não foi suficiente para acabar com a prática abusiva, de modo que o Ministério da Justiça decidiu criar o canal para ajudar nas denúncias.

Além disso, o Senacon suspendeu as atividades de 180 empresas desde 18 de julho, já que houve quase 15 mil reclamações sobre a questão nos últimos três anos.

Para realizar a denúncia, basta acessar o site neste endereço e inserir as informações necessárias. São elas: a data, o número de origem da chamada com DDD, o nome do telemarketing e se havia permissão para a oferta.

Atualmente, existem duas plataformas para evitar essas ligações indesejadas. A plataforma “Não me Perturbe” possibilita o bloqueio de chamadas de telemarketing de prestadoras de serviços de telecomunicações e de instituições financeiras. A iniciativa é da Anatel, com as principais prestadoras de serviços de telecomunicações do país.

O Procon-SP também oferece o serviço Não Me Ligue, que coloca o número de telefone em uma lista que não pode receber ligações de telemarketing ativo. Por esse mesmo canal, é possível fazer reclamações sobre as empresas que estão desrespeitando o bloqueio.

Últimas