Economia Multas por velocidade despencam 82% nas rodovias federais em um ano

Multas por velocidade despencam 82% nas rodovias federais em um ano

Com a redução do número de radares, as infrações caíram de 2,2 milhões, em 2021, para 402 mil, no ano passado

  • Economia | Ana Vinhas, do R7

Divulgção/PRF

As multas de trânsito nas rodovias federais tiveram queda de 21% em 2022. Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal, feito com exclusividade a pedido do R7, foram 4,1 milhões de infrações registradas de janeiro a dezembro do ano passado, contra 5,2 milhões no mesmo período de 2021 (veja o ranking abaixo).

Mas o que chama atenção é a multa campeã de aplicação, a de transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%, que despencou 82% no último ano. De 2,2 milhões de infrações registradas em 2021, o total passou para 402 mil, em 2022.

De acordo com explicação do advogado Antonio José Dias Junior, coordenador da Comissão de Trânsito da OAB-SP (Ordem dos Advogados de São Paulo), o motivo é a redução dos radares nas rodovias federais. "O governo anterior, do presidente Jair Bolsonaro, reduziu o número de radares fixos. Também foi alterada a resolução que tratava dos radares móveis, aqueles que são instalados em tripés perto das viaturas policiais. Isso acabou reduzindo o número de radares de 8.000 para cerca de 1.500. O que impactou muito as infrações de velocidade", afirma Dias Junior.

Além da suspensão de radares móveis em 2019, decisão que depois foi revogada pela Justiça, em novembro de 2020, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) proibiu os radares ocultos. A resolução determinou que todas as vias monitoradas devem ter placas que mostram a velocidade máxima permitida, com medidores visíveis. Os trechos monitorados e a localização dos radares também devem ser divulgados na internet.

Para o coordenador da Comissão de Trânsito da OAB, isso acabou afetando a fiscalização. "Infelizmente não foi uma conscientização do motorista que fez as multas caírem. O que acontece realmente é que a fiscalização ficou mais afrouxada", avalia o advogado.

Ele explica que, em termos de segurança no trânsito, a diminuição de radares nas rodovias preocupa bastante. 

Infelizmente o motorista brasileiro não tem prudência. Ele pensa o seguinte: 'Se não tem ninguém para me multar, eu vou exceder a velocidade daquela via'. Só que, quando a via tem uma velocidade determinada, é porque houve um estudo anterior. Quando você retira o medidor de velocidade, radar móvel ou fixo, você encoraja o motorista a não respeitar os limites de velocidade.

Antonio José Dias Junior

Até o momento não há nenhuma sinalização do atual governo no sentido de voltar a ser como era antes, tanto o número de radares fixos como o de radares móveis. No entanto, Dias Junior defende uma campanha de conscientização. "Não é só multar por multar. Nós precisamos trazer o motorista para que ele entenda o erro que está cometendo. E a educação começa na escola. Se formarmos alunos mais conscientes do trânsito seguro, nós teremos um reflexo futuro de motoristas mais conscientes da velocidade, de não beber e dirigir e de não usar o celular enquanto dirige também", avalia.

Ranking das multas mais aplicadas

Multa de velocidade até 20% é de R$ 130,16 e acumula cinco pontos na CNH

Multa de velocidade até 20% é de R$ 130,16 e acumula cinco pontos na CNH

Fernando Oliveira / PRF - 22.8.2016

• Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% (402.188)

• Ultrapassar pela contramão linha de divisão de fluxos opostos contínua amarela (183.712)

• Conduzir o veículo registrado que não esteja devidamente licenciado (178.404)

• Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50% (162.489)

• Desobedecer às ordens emanadas da autoridade competente de trânstio ou de seus agentes (149.450)

• Conduzir o veículo com equipamento obrigatório em desacordo com o estabelecido pelo Contran (145.471)

• Dirigir veículo sem possuir CNH/PPD/ACC (128.636)

• Conduzir veículo com equipamento dos sistemas de iluminação e de sinalização alterado (128.577)

• Conduzir o veículo em mau estado de conservação, comprometendo a segurança (122.839)

• Deixar o condutor de usar o cinto de segurança (122.731)

Considerada média, a multa por transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% é de R$ 130,16 e acumula cinco pontos na CNH. Já a infração por transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50% é de R$ 195,23, considerada grave, e acumula cinco pontos na CNH.

Número de multas por estados e Distrito Federal

Acre - 15.531

Alagoas - 40.597

Amazonas - 20.102

Amapá - 17.725

Bahia - 417.089

Ceará - 127.403

Distrito Federal - 73.745

Espírito Santo - 150.991

Goiás -230.368

Maranhão - 73.246

Minas Gerais - 448.671

Mato Grosso do Sul - 248.158

Mato Grosso - 172.732 

Pará - 77.959

Paraíba - 77.878

Pernambuco - 136.371

Piauí - 85.095

Paraná - 237.205

Rio de Janeiro - 418.981

Rio Grande do Norte - 76.745

Rondônia - 93.104

Roraima - 12.032

Rio Grande do Sul - 252.011

Santa Catarina - 178.035

Sergipe - 37.545

São Paulo - 378.072

Tocantins - 37.861

Total: 4.135.252

Confira onde estão os 7 radares que mais multaram em 2022 em SP

Últimas