Economia Novo Minha Casa, Minha Vida vai beneficiar famílias com renda de até R$ 2.640

Novo Minha Casa, Minha Vida vai beneficiar famílias com renda de até R$ 2.640

De acordo com o governo federal, a ideia é que até 50% das unidades financiadas e subsidiadas sejam destinadas a esse público

  • Economia | Do R7, com Agência Estado

Novo Minha Casa, Minha Vida vai contemplar famílias com renda bruta de até R$ 2.640

Novo Minha Casa, Minha Vida vai contemplar famílias com renda bruta de até R$ 2.640

MDR

No novo formato do Minha Casa, Minha Vida, a chamada Faixa 1 do programa, que atende a população mais pobre, vai contemplar famílias com renda bruta de até R$ 2.640. Antigamente, o limite era de R$ 1.800. De acordo com o governo federal, a ideia é que até 50% das unidades financiadas e subsidiadas sejam destinadas a esse público.

“Historicamente, o subsídio oferecido a famílias dessa faixa de renda varia de 85% a 95%”, destacou o Planalto, que afirmou que o novo Minha Casa Minha Vida tem como meta contratar 2 milhões de moradias até 2026. O novo valor da Faixa 1 é exatamente o dobro de R$ 1.320, valor que é estudado pelo governo como novo salário mínimo, hoje em R$ 1.302.

O relançamento do programa será nesta terça-feira (14). O governo também antecipou outras novidades do novo Minha Casa Minha Vida, como a ampliação da inclusão da locação social, a possibilidade de aquisição de moradia urbana usada e a inclusão de famílias em situação de rua no programa.

Segundo o governo, os empreendimentos estarão mais próximos a comércio, serviços e equipamentos públicos e com melhor infraestrutura no entorno.

O relançamento do programa vai acontecer nesta terça com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em Santo Amaro (BA), às 16h. Ele fará a entrega simultânea de 2.745 unidades habitacionais em diversos pontos do país. Segundo o governo, em Santo Amaro serão inauguradas 684 unidades em dois conjuntos habitacionais (Vida Nova Santo Amaro 1 e Residencial Vida Nova Sacramento).

“Uma das principais novidades do novo programa é o retorno da Faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida, agora voltada para famílias com renda bruta de até R$ 2.640 (anteriormente, a renda exigida era de R$ 1.800). Nos últimos quatro anos, a população com essa faixa de renda foi excluída do programa. Agora, a ideia é de que até 50% das unidades financiadas e subsidiadas sejam destinadas a esse público”, afirmou o Planalto em nota.

A Presidência ainda ressaltou que Lula anunciará a retomada das obras de 5.562 unidades habitacionais. Elas estão em cinco municípios: Rio Largo, em Alagoas (609); Chapadinha, no Maranhão (868); Imperatriz, também no Maranhão (2.837); Governador Valadares, em Minas Gerais (240); e Belém, no Pará (1.008). O governo diz que vai assegurar a continuidade ou a retomada de obras de, ao todo, 186,7 mil moradias em todo o país.

“O evento será realizado de forma simultânea (online) em Lauro de Freitas (BA), João Pessoa (PB), Contagem (MG) e Aparecida de Goiânia (GO). Ao todo, as unidades entregues nesta terça abrangem nove municípios de seis estados, num investimento que somou mais R$ 206,9 milhões. Além do presidente Lula, estarão presentes em Santo Amaro (BA) o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, o ministro das Cidades, Jader Filho, o ministro dos Transportes, Renan Filho, a presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Rita Serrano, o governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, entre outras autoridades”, informou o Planalto em nota.

Últimas