Economia Número de sindicalizados cai 8,3% em 2019, aponta IBGE

Número de sindicalizados cai 8,3% em 2019, aponta IBGE

Somente 10.567 dos 94.642 mil profissionais brasileiros eram filiados a uma instituição sindical em 2019

  • Economia | Alexandre Garcia, do R7

Apenas 11,2% dos trabalhadores são sindicalizados

Apenas 11,2% dos trabalhadores são sindicalizados

Marcelo Camargo/1º.05.2013/ABr

O número de trabalhadores sindicalizados seguiu a trajetória de queda iniciada em 2014 e desabou 8,3% em 2019, para 10.567 trabalhadores, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (26), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Como as informações apontam para 94.642 mil pessoas ocupadas no Brasil, significa que apenas 11,2% dos profissionais estão associados a uma entidade sindical.

Leia mais: Contribuição sindical cai 95% 2 anos após reforma trabalhista

De acordo com a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), após atingir 212 mil pessoas em 2013, a população sindicalizada começou a cair. A queda, acentuada a partir de 2016 e não foi revertida com o crescimento do volume de trabalhadores a partir de 2017.

O período coincide com a entrada em vigor da reforma trabalhista, que tirou a obrigatoriedade do pagamento do imposto sindical para as confederações, centrais e sindicatos.

Os dados mostram ainda que os homens (11,4%) registravam percentual maior de pessoas sindicalizadas que o das mulheres (10,9%). O padrão é observado desde 2012.

Na análise pelos ramos de atividade, os profissionais da Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura são os mais sindicalizados (19,4%). Eles são seguidos pelos trabalhadores da administração pública (18,4%), da indústria (13,5%) e de Informação, comunicação e atividades financeiras e administrativas (12%).

Últimas