Economia Pandemia faz vendas dispararem 9,36% nos supermercados em 2020

Pandemia faz vendas dispararem 9,36% nos supermercados em 2020

Lojas comercializaram 18% a mais em dezembro, na comparação com o mês anterior; em um ano, diferença é de 11,54%

  • Economia | Do R7

Em dezembro, avanço de 18,13% nas vendas

Em dezembro, avanço de 18,13% nas vendas

REUTERS/Paulo Whitaker

O ano de 2020 foi positivo para o setor de supermercados., que acumulou alta de 9,36% nas vendas de janeiro a dezembro na comparação com o mesmo período de 2019. Os números são do Índice Nacional de Vendas da Abras (Associação Brasileira de Supermercados).

As vendas de dezembro avançaram 18,13% em relação a novembro, e quando comparadas ao mês de dezembro de 2019, o crescimento foi de 11,54%.

"Devido às medidas de isolamento social, os brasileiros precisaram mudar seus hábitos, contribuindo com o aumento do consumo dentro do lar. Além disso, os estímulos concedidos pelo governo federal, como o auxílio emergencial, injetaram bilhões na economia, e boa parte desse montante foi gasto no setor", diz o vice-presidente da Abras, Marcio Milan.

Com os consumidores em casa por causa da pandemia e com receio de ir às lojas, a aposta no e-commerce foi bem sucedida. Aumentaram em 21% as vendas por esse tipo de serviço.

No acumulado dos 12 meses de 2020 o valor da cesta básica subiu 21,57%, informou a Abras.

A associação faz também o levantamento do custo do prato feito no país, com carne, arroz e feijão. No ano, a combinação aumentou 43,4%, com destaque para a disparada do preço do arroz, com 83,7% de elevação. O feijão subiu 35,4%.

Para o ano de 2021 a Abras projeta crescimento de 4,5%.

Últimas