Economia Presidente da Caixa promete nova rodada de auxílio sem longas filas

Presidente da Caixa promete nova rodada de auxílio sem longas filas

Cerca de 20 milhões de pessoas dos 45 milhões de beneficiários só vão utilizar aplicativo e não precisarão ir às agências

Agência Estado
Previsão é que 20 milhões de pessoas só vão utilizar o aplicativo para receber o auxílio

Previsão é que 20 milhões de pessoas só vão utilizar o aplicativo para receber o auxílio

Marcelo Camargo/Agência Brasil - 21.07.2020

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, prometeu nesta quinta-feira (25) o pagamento da nova rodada de auxílio emergencial sem repetir as longas filas observadas no ano passado, quando a ajuda aos vulneráveis foi implementada pela primeira vez. Segundo ele, "em breve" o presidente da República, Jair Bolsonaro, irá anunciar o calendário da próxima fase do auxílio.

Leia também: Cresce pressão no Congresso para auxílio emergencial de R$ 600

A ajuda já foi recriada por meio de Medida Provisória, com vigência imediata. Mas, apesar do agravamento da doença no Brasil, os pagamentos só começarão em abril.

Guimarães destacou que a bancarização dos beneficiários na primeira rodada vai ajudar na operação da nova rodada.

A lei que criou o auxílio permitiu à Caixa criar contas de poupança digital de forma automática para os beneficiários, que puderam pagar contas ou fazer transferências sem precisar se deslocar até uma agência ou lotérica.

A sistemática, por sua vez, também teve problemas, com inúmeras fraudes e instabilidades no aplicativo Caixa Tem, que dá acesso à poupança digital.

Segundo o presidente da Caixa, cerca de 20 milhões de pessoas dos 45 milhões de beneficiários não precisarão ir às agências do banco para sacar o dinheiro. "Nós faremos novamente (pagamento do auxílio) em breve e sem ter um volume grande de filas", disse em cerimônia sobre ações da Caixa realizada nesta tarde no Planalto.

Para Guimarães, ajuda nesse sentido o fato de o banco ter aberto recentemente 76 novas agências e anunciado a contratação de 7.704 novos colaboradores.

Últimas