Presidente do Banco Mundial diz apoiar programas de renda no Brasil

Para David Malpass, a prioridade no momento deve ser salvar vidas e garantir o mínimo aos cidadãos mais vulneráveis

Presidente do Banco Mundial disse que prioridade é salvar vidas

Presidente do Banco Mundial disse que prioridade é salvar vidas

REUTERS/Florence Lo/File Phot - 21-09-2019

O presidente do Banco Mundial, David Malpass, afirmou nesta quarta-feira (14) que apoia programas de transferência de renda no Brasil, e que a prioridade no momento deve ser "salvar vidas", o que inclui medidas de isolamento social e outras prevenções, como o uso de máscaras.

Leia mais: Relator admite que discussão sobre Renda Cidadã segue só após eleições

Em coletiva de imprensa, Malpass indicou que alguns países mais pobres estão próximos de uma "depressão" e que, com a queda de emprego e renda, é importante garantir o mínimo aos cidadãos mais vulneráveis. Uma das recomendações do banco é a retirada de subsídios de produtos para exportação e o foco na produção local de suprimentos.

Malpass indicou saber "ser difícil" deixar de apoiar setores de exportação, mas reforçou a importância disso neste momento. "Muitos não terão a recuperação rápida no turismo que esperam", disse sobre os países em desenvolvimento, visando o que segundo ele terá de ser uma "nova economia", após os efeitos da covid-19.