Economia Salário médio do brasileiro desaba 8% em um ano, mostra IBGE

Salário médio do brasileiro desaba 8% em um ano, mostra IBGE

Rendimento de R$ 2.569 mostra que expansão da formalidade não refletiu no aumento dos salários no trimestre encerrado em abril

  • Economia | Do R7

Massa de rendimento real habitual no Brasil é de R$ 242,9 bilhões

Massa de rendimento real habitual no Brasil é de R$ 242,9 bilhões

Marcos Santos/USP Images

O rendimento real habitual recebido pelos trabalhadores brasileiros fechou o trimestre encerrado em abril em R$ 2.569. Apesar de representar uma estabilidade na comparação com os três meses anteriores, o valor é 7,9% menor do que o apurado no mesmo período do ano passado, apontam dados divulgados nesta terça-feira (31) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Leia mais: Salários em queda limitam crescimento econômico do Brasil

Para Adriana Beringuy, coordenadora responsável pela Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), o resultado explica que a expansão da formalidade entre os meses de fevereiro e abril não se traduziu em crescimento do rendimento dos trabalhadores.

“Embora tenha havido crescimento da formalidade, não foi observada expansão do rendimento médio real do emprego com carteira assinada no setor privado. Além disso, houve queda no rendimento do setor público”, diz ela.

A pesquisa mostra ainda que a massa de rendimento real habitual (R$ 242,9 bilhões) cresceu em relação ao trimestre anterior e ficou estável na comparação anual. “No panorama do trimestre, a massa de rendimento aumentou em razão da expansão da ocupação", avalia Adriana. 

"No ano, embora tenha havido um crescimento expressivo da população ocupada, houve retração do rendimento, fazendo com que a massa fique estável apesar do número muito maior de pessoas ocupadas”, completa a pesquisadora.

Últimas