Economia Salvini, da Itália, mantém orçamento apesar de rejeição da Comissão Europeia

Salvini, da Itália, mantém orçamento apesar de rejeição da Comissão Europeia

ROMA (Reuters) - O vice-primeiro-ministro italiano, Matteo Salvini, falando depois que Bruxelas rejeitou o orçamento da Itália para 2019, disse nesta quarta-feira que as metas fiscais do governo são válidas e indicou que ele não vai negociá-las.

"Estamos convencidos sobre os números em nosso orçamento. Falaremos sobre isso daqui a um ano", disse ele a repórteres.

Nesta quarta-feira, o braço executivo da UE deu o primeiro passo disciplinar contra a Itália sobre o orçamento, apoiado pelos governos da zona do euro preocupados que os planos de empréstimos e gastos de Roma possam desencadear outra crise da dívida que prejudicaria a todos.

Salvini disse que quaisquer sanções da UE contra Roma seriam "desrespeitosas" em relação aos italianos.

None

(Por Giuseppe Fonte)