Economia Startups da Noruega têm como objetivo resolver os problemas reais

Startups da Noruega têm como objetivo resolver os problemas reais

Durante o SXSW, um dos mais importantes eventos de inovação do mundo, príncipe Haakon deu exemplos de empresas a serviço da população

  • Economia | Karla Dunder, do R7

Príncipe Haakon: startups resolvem problemas reais

Príncipe Haakon: startups resolvem problemas reais

SXSW/Divulgação

Durante um dos mais importantes eventos de inovação, o South by Southwest, mais conhecido como SXSW, que acontece em Austin, no Estados Unidos, o príncipe Haakon da Noruega, em uma conferência, falou sobre uma caraterística das startups de seu país: elas têm como objetivo resolver problemas.

A população da Noruega foi considerada uma das mais felizes do mundo, com baixas taxas de desemprego e uma previdência que funciona. Por que, então, pessoas se arriscam para investir em startups? E o mais interessante, o país tem uma grande concentração de unicórnios (startups que alcançam o valor de U$ 1 bilhão), por quê?

Em sua palestra no hotel Hilton, o príncipe Haakon respondeu a essas perguntas. Além de apresentar um pouco da história das empresas de tecnologia da Noruega, ele contou o segredo do sucesso dessas startups: resolver problemas reais.

Como exemplos, ele apresentou dois cases de sucesso. A No Isolation criou um robô, o AV1, que conecta crianças e jovens. A startup surgiu em 2015, em Oslo, com o propósito de acabar com a solidão. Por meio do robô, crianças hospitalizadas ou com paralisia cerebral podem interagir com seus amigos ou mesmo com a rotina da escola.

Outro exemplo é a Diwala que tem como público alvo os refugiados. A plataforma blockchain auxilia pessoas sem documentos a terem um registro de suas habilidades. Também cria oportunidades: uma rede de troca de competências e serviço entre essas pessoas.

O SXSW (https://www.sxsw.com/) acontece até domingo, dia 18 de março.

Últimas