Economia Taxa de juros do cheque especial recua pelo segundo mês consecutivo

Taxa de juros do cheque especial recua pelo segundo mês consecutivo

Cheque especial registrou juros de 306,9% no mês de agosto. A taxa de juros do cartão de crédito foi de 307,2%, a quarta alta consecutiva 

  • Economia | Do R7

Juros do cartão avançou pelo quinto mês seguido

Juros do cartão avançou pelo quinto mês seguido

Arquivo Agência Brasil

A taxa de juros do cheque especial recuou pelo segundo mês consecutivo e chegou ao valor de 306,9% ao ano no mês de agosto. Por outro lado, a taxa do cartão de crédito avançou pelo quarto mês seguido e chegou a 307,2% ao ano, segundo dados do BC (Banco Central), divulgados nesta quarta-feira (25).

Leia mais: Comissão do Senado abre sabatina de Aras para PGR

Em julho, os juros do cheque especial havia caído para 318,7%. Na comparação com agosto do ano passado (303,2%) houve um avanço de 3,7%.

Isso significa que uma dívida adquirida em julho de 2018 de R$ 1.000 passou a custar R$ 4.069 em agosto de 2019. Isso representa R$ 3.069 de juros. A dívida mais que quadrplicou. 

Cartão de crédito

A taxa do cartão teve avanço pelo quarto mês consecutivo e atingiu 307,2% ao ano no mês de agosto de 2019. Em julho, o valor era de 300,3%. Na comparação com agosto do ano passado houve aumento de 32,8%, quando os juros eram 274,4% ao ano.

Isso significa que uma dívida adquirida em julho de 2018 de R$ 1.000 passou a custar R$ 4.072 em agosto de 2019. A taxa mais que quadriplicou.

Outra alternativa

Com juros mais baixos, o crédito consignado atingiu o valor de 22,3% e representa recuo pelo sétimo mês seguido. Nesta modalidade, o dinheiro é diretamente descontado da folha de pagamento do salário ou da aposentadoria

Em relação a julho, quando a taxa era de 22,5%, houve um pequeno recuo. Na comparação com agosto de 2018 o recuo foi maior. Na época os juros eram de 24,5%.

Últimas