Um quarto da população brasileira tem televisão de tela fina, diz IBGE

Residências equipadas com aparelhos de tubo têm renda por pessoa 53,8% inferior à dos membros de lares com televisores de tela fina

TV de tela fina está presente nos domicílios 53 milhões

TV de tela fina está presente nos domicílios 53 milhões

Pixabay

Os televisores de tela fina estão presentes nos domicílios 53 milhões de brasileiros, número correspondente a um quarto da população (74,3%), segundo dados divulgados nesta quarta-feira (29), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

De acordo com o levantamento feito com base na Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), o no número de residências com televisão de tela fina saltou de 69,8% para 74,3% na passagem de 2017 para 2018, movimentação que seguiu a ocorrida dos anos anteriores.

Leia também: Menos de 2% não utiliza celular para acessar a internet

Por outro lado, houve uma retração de 27 milhões (38,8%) para 23 milhões (31,9%) no número de casas equipadas com televisões de tubo. A pesquisa afirma que aumento das televisões de tele fina ocorreram em todas as regiões brasileiras.

“Nos domicílios do País, a parcela dos que tinham somente televisão de tela fina estava em 52,3%, em 2016, subiu para 57,9%, em 2017, e alcançou 64,5%, em 2018, enquanto a daqueles em que havia somente televisão de tubo estava em 32,2%, em 2016, caiu para 27,0%, em 2017, e baixou para 22,1%, em 2018”, aponta o estudo.

Quando o assunto é televisão por assinatura com acesso a canais exclusivos, o número de brasileiros que utilizam o serviço caiu apenas 0,9 ponto percentual em 2018, para 31,8%. Nos domicílios com televisão sem acesso ao serviço, 51,8% não o adquiriam por considerá-lo caro e 42,5% afirmam não ter interesse nos canais adicionais.

Salários

Ainda segundo o levantamento, o rendimento por habitante é determinante para o tipo de televisão presente no domicílio. “Essa diferença foi ainda mais acentuada entre os domicílios que tinham somente um desses dois tipos de televisão”, destaca.

Nas residências equipadas com aparelhos de televisão de tubo, a remuneração média dos habitantes é de R$ 1.008. O valor equivale a 53,8% dos R$ 1.875 recebidos pelos membros das famílias com televisores de tela fina.

Entre os que possuem só um tipo te televisor na casa, os membros de lares com televisões de tela fina recebem, em média, R$ 1.922, enquanto os equipados apenas com TVs de tubo têm rendimento na faixa de R$ 761 por habitante.