Vendas voltam a subir em agosto, com alta de 25%, diz associação

Segundo a Associação Comercial de São Paulo, aumento seria um reflexo das medidas de flexibilização, funcionamento do setor e Dia dos Pais

Movimento na região da Rua 25 de Março, no centro de São Paulo

Movimento na região da Rua 25 de Março, no centro de São Paulo

Sebastião Moreira/EFE - 01.09.2020

As vendas no setor do comércio de São Paulo voltaram a subir no mês de agosto ante julho, de acordo com o Balanço de Vendas da ACSP (Associação Comercial de São Paulo). Segundo Marcel Solimeo, economista da instituição, a alta seria um reflexo das medidas de flexibilização, do funcionamento do setor comercial e do Dia dos Pais.

Leia mais: Governo prorroga por 3 meses linha de crédito para pequenas empresas

As vendas do comércio paulistano tiveram alta média de 24,8%. Em julho, comparando-se com junho, o crescimento do setor foi de 19,8%. Solimeo avalia que os resultados mostram, aos poucos, uma retomada da economia que deve prosseguir nos próximos meses, conforme as regras de flexibilização do comércio avançarem.

Em julho, o IMCP (Indicador do Movimento do Comércio a Prazo) - SPC (Sistema de Proteção ao Crédito) mostrou alta de 33,2%, enquanto o IMC (Indicador de Movimento de Cheques) - SPC registrou um aumento de 16,4%. Com relação a agosto do ano passado, os resultados ainda representam uma queda de 33,6%. No acumulado de 2020, a redução nas vendas de 37,1%. E nos últimos 12 meses o resultado foi negativo em 21,3%.

Confiança

Ainda de acordo com a ACSP, o INC (Índice de Confiança do Consumidor) mostrou sinais de recuperação na confiança na economia. O índice fechou em 83 pontos em agosto, mostrando a segunda alta seguida se comparadas com o mês de junho (77 pontos) e julho (79 pontos). No entanto, os números continuam no campo do pessimismo da instituição (abaixo de 100 pontos).

O Balanço de Vendas é elaborado pelo Instituto de Economia da ACSP com base em amostra fornecida pela Boa Vista Serviços.