Educação Estudante desenvolve projeto para estação espacial em Marte

Estudante desenvolve projeto para estação espacial em Marte

Experimento científico de Carlos Melo da Fatec Mogi das Cruzes (SP) faz parte do programa Habitat Marte realizado pela UFRN

Carlos Melo mostra o projeto de aquaponia desenvolvido na Fatec de Mogi das Cruzes (SP)

Carlos Melo mostra o projeto de aquaponia desenvolvido na Fatec de Mogi das Cruzes (SP)

Divulgação/Arquivo pessoal

Carlos Melo, 36 anos, mora no município de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. É estudante do curso superior em Tecnologia de Agronegócio da Fatec (Faculdade de Tecnologia de São Paulo) de Mogi das Cruzes (SP) e desenvolve um projeto para levar o modelo de cultivo integrado para Marte.

Com a ajuda dos professores da instituição, o trabalho desenvolvido pelo estudante integra um projeto de aquaponia para a produção de peixes e hortaliças em estufa, que deve integrar a missão espacial Habitat Marte da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte).

Carlos sempre estudou em escola pública, conta que sua pesquisa começou por curiosidade ainda quando desenvolvia projetos no colégio. "São técnicas viáveis que focam na preservação ambiental e também podem ajudar na qualidade de vida dos astronautas no espaço", comenta.

O projeto de aquaponia desenvolvido pelo aluno da Fatec tem a possibilidade de implementação em residências e até apartamentos. "Um sistema de recirculação de água, que resulta em baixo consumo e alto aproveitamento de resíduo orgânico, uma alternativa para produção de peixes e vegetais", explica. 

A pesquisa realizada por Carlos se traduz em usar a aquaponia para produzir peixes e hortaliças em estufa. A prática se baseia na integração da piscicultura à horticultura, onde a água dos tanques de peixes, rica em nutrientes naturais, é reaproveitada no cultivo de hortaliças.

Para o estudante, a participação no programa Habitat Marte é algo muito importante, que traz  relevância para área aeroespacial do país. "Não existem muitos incentivos para ajudar a desenvolver novas pesquisas e estudos nessa área", explica. "Mas é algo essencial para o futuro da humanidade", diz. A aquaponia usa uma tecnologia que integra a aquicultura e a hidroponia, ações ecológicas que possibilitam a erradicar a fome e a pobreza.

Para conseguir aprimorar e expandir o projeto, Carlos também criou uma vaquinha virtual. Com os recursos, ele também pensa em aplicar a técnica para garantir a segurança alimentar no semiárido nordestino.

Habitat Marte

Programa Habitat Marte é realizado em Caiçara do Rio do Vento (RN)

Programa Habitat Marte é realizado em Caiçara do Rio do Vento (RN)

Divulgação Habitat Marte

O programa Habitat Marte promove a educação relacionada a sustentabilidade, ciência, tecnologia, engenharia, matemática em Marte, identificando soluções a serem aplicadas em regiões áridas e semiáridas, unindo as áreas aeroespacial e desenvolvimento sustentável.

Júlio Rezende é coordenador da estação espacial analógica Habitat Marte, localizada em Caiçara do Rio do Vento, a 100 quilômetros de Natal (RN). O especialista explica que as missões das pesquisas cientificas tem como objetivo a erradicação da pobreza, água potável e saneamento, fome zero e agricultura sustentável, energia acessível e limpa, combate as alterações climáticas e preservação da vida terrestre. “A missão é que o habitat seja autossustentável e possa ser aplicado nas estruturas aeroespacial”, conta.

"O município de Caiçara do Rio do Vento foi escolhido para realização das missões de simulações porque está localizado na região semiárida do estado e possui um bioma com características semelhantes aos que os astronautas enfrentam em Marte", diz Rezende.

O programa é destinado para pesquisadores de todo o mundo para diferentes áreas como, agricultura, design, geologia, engenharias, biologia, nutrição, física, meteorologia, psicologia e entre outras. Os interessados que queiram participar das missões podem acessar a página do programa para se inscreverem. Aos poucos as atividades presenciais estão sendo retomadas mantendo todos os protocolos sanitários de prevenção a covid-19.

* Estagiário sob supervisão de Karla Dunder

Últimas