Educação Secretaria da educação de SP lança novo programa do Escola da Família

Secretaria da educação de SP lança novo programa do Escola da Família

Além do projeto 2.0, a Seduc divulgou a abertura das inscrições do Bolsa do Povo Educação com término previsto no dia 12 de abril

  • Educação | Do R7

Novo formato do programa, vai priorizar unidades em situação de maior vulnerabilidade

Novo formato do programa, vai priorizar unidades em situação de maior vulnerabilidade

Edu Garcia/R7 - 11.02.2022

A Seduc-SP (Secretaria da Educação do Estado de São Paulo) anunciou no dia 1º de abril o lançamento do programa Escola da Família 2.0 e a abertura das inscrições do Bolsa do Povo Educação – Ação Responsáveis. A inscrição pode ser feita pelo site.

O novo formato do programa, vai priorizar unidades em situação de maior vulnerabilidade, contratar estagiários de nível superior e médio para atividades operacionais e dar apoio a atividades na semana letiva. 

Permanece a abertura das escolas aos finais de semana para integração com a comunidade e desenvolvimento de atividades ligadas aos eixos da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), com esporte, cultura, saúde, trabalho e aprendizagem.

A contratação de estagiários do nível médio, estudantes da rede estadual, visa o combate à evasão escolar, a integração à comunidade escolar e dar oportunidade de trabalho. Eles poderão auxiliar a escola durante a semana letiva nas atividades de projeto de reforço e recuperação, centro de línguas, atividades complementares desportivas e artísticas, proatec, sala de leitura, expansão da carga horária do novo ensino médio, eventos da escola e outras atividades no turno e contraturno.

Bolsa do Povo Educação

Os participantes do Bolsa do Povo Educação – Ação Responsáveis também podem apoiar as atividades do programa aos finais de semana, desde que estejam dentro das 20 horas semanais acordadas.

O programa tem como principal objetivo auxiliar as famílias a superar os desafios educacionais e financeiros provocados pela pandemia e ampliar o envolvimento de toda a comunidade escolar, reforçando vínculos entre alunos, professores e servidores da educação.  As novas inscrições podem ser feitas até 12 de abril. Estão previstas 2,5 mil novas contratações.

A carga horária das atividades do responsável será de quatro horas diárias, totalizando 20 horas semanais de trabalho, nas dependências da unidade escolar, que podem ser desempenhadas aos finais de semana, sem afetar a carga horária prevista. Os beneficiários vão realizar a busca ativa de alunos, bem como prestar apoio geral às atividades com educandos na unidade escolar.

Como participar no Bolsa do Povo Educação:

- Ser responsável legal pelo aluno da rede estadual.

- Estar desempregado há pelo menos três meses.

- Morar, preferencialmente, próximo à unidade escolar.

- Ter idade entre 18 a 59 anos.

- Não estar com cadastro ativo no programa.

Os candidatos que integrarem a ação participarão, antes de iniciarem as atividades, de uma formação, a qual tem previsão de início em 25 de abril.

Últimas