Educação TCC, monografia e artigo são sinônimos? Entenda as diferenças e evite dor de cabeça

TCC, monografia e artigo são sinônimos? Entenda as diferenças e evite dor de cabeça

Para conquistar um diploma na graduação, os estudantes precisam desenvolver um projeto de pesquisa acadêmico

  • Educação | Alex Gonçalves, do R7*

TCC: trabalho é obrigatório na graduação para conquistar um diploma

TCC: trabalho é obrigatório na graduação para conquistar um diploma

Pixabay

Para conquistar um diploma universitário, os estudantes precisam enfrentar o temido TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). Na graduação, os alunos têm flexibilidade quanto ao formato do projeto que pode ser entregue. 

Para que o projeto não vire dor de cabeça, vale conhecer as diferenças entre TCC, monografia e artigos e qual o peso delas durante a etapa de conclusão do estudo. Confira as dicas dadas pela professora Ana Cláudia de Ataide Almeida Mota, da Unit (Universidade Tiradentes).

Para Mota é importante lembrar que o Trabalho de Conclusão de Curso resulta de uma pesquisa voltada para a área de formação acadêmica do estudante, a qual busca permitir um aprofundamento maior em um determinado assunto.”Durante a graduação, o discente tem a oportunidade de vivenciar os saberes e competências exigidos no PPC (Proposta Pedagógica Curricular) de forma ampla, e através do TCC tem a oportunidade de mergulhar mais detidamente em uma dada área do saber”, inicia.

Segundo a profissional, vale buscar informações com o professor orientador a respeito dos modelos de TCC aceitos na instituição. “Alguns gêneros acadêmicos que exigem um grau de profundidade coerentes com o nível de formação podem ser propostos, a exemplo do artigo científico, monografia, ensaio, desenvolvimento de um produto ou patente”, esclarece.

Outro ponto de destaque é que a obrigatoriedade para a elaboração de TCC varia entre cursos e IES (Instituições de Ensino Superior). “Como as instituições têm autonomia para exigirem esse tipo de produção intelectual, cabe observar as deliberações acadêmicas que vão direcionar a implementação e elaboração da pesquisa”, complementa Mota.

TCC, monografia e artigos

“O TCC é o tipo de trabalho normalmente exigido ao final do curso de graduação. Já monografia e artigo são gêneros textuais acadêmicos que servirão de subsídios para a materialização da pesquisa”, explica Mota.

Para ela, em ambos podem ter o mesmo peso, a diferença básica é que o TCC resulta numa produção mais concisa, já a monografia permite um aprofundamento maior em termos de desenvolvimento da pesquisa, em virtude da dimensão que esse tipo de produção pode alcançar, inclusive, pelo fato de poder ser utilizada em nível de pós-graduação lato sensu e stricto sensu. “Para este último, tem a dissertação decorrente de uma pesquisa de mestrado e a tese de doutorado. Ambas são gêneros textuais acadêmicos que seguem uma estrutura similar à da monografia”, diz.

Estrutura do TCC

1. Elementos pré-textuais: capa, folha de rosto, agradecimentos, referências de listas, ilustrações e tabelas, resumo em língua portuguesa e estrangeira e sumário.

2. Elementos textuais: introdução, desenvolvimento e considerações finais.

3. Elementos pós-textuais: referências, apêndice, glossário e anexos.

Outro ponto importante de atenção dos estudantes, se refere à ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que normatiza tecnicamente processos para o desenvolvimento do trabalho. ”A formatação do TCC faz parte da apresentação do texto e, portanto, será considerada e avaliada. Assim com a coesão e coerência das informações apresentadas, e a preparação conforme preconiza a ABNT é um dos elementos que devem ser respeitados e seguidos à risca”, pontua a professora da Unit.

Cuidado com plágio no TCC

Plagiar a obra de outra pessoa é crime conforme consta no artigo 184 do código penal. “A partir do momento que se identifica o plágio, a produção do candidato deve ser desconsiderada, já que não é autoral. Cabe frisar que casos de plágio podem, inclusive, cassar o título que por ventura um candidato venha a obter, e como consequência, exoneração ou demissão de cargos. O caminho adequado para que isso não ocorra é a dedicação e foco nos estudos", diz Mota.

Banca

Ainda, de acordo com a professora universitária, a apresentação deve ser fiel ao tema desenvolvido, e também pode servir para trazer mais detalhes à banca que por algum motivo não foi possível de ser descrito na produção escrita. "A banca observa a desenvoltura do candidato, segurança, nível de compreensão, bem como clareza e objetividade. A identidade visual deve ser harmônica e compreensível. Um item fundamental no momento da apresentação é respeitar o tempo estabelecido, terminar muito antes ou exceder é um requisito que poderá penalizar o aluno", explica.

Eveline Athayde é professora e autora do livro 'Para que sua monografia não vire um abacaxi', publicação da Editora Senac. Ela destaca que para cada titulação desejada pelo estudante é exigido um tipo de monografia específica:

- Graduação: TCC, um trabalho menos complexo, cuja pesquisa se desenvolve a respeito de determinado tema e nao querer muito aprofundamento ou ineditismo;

- Mestrado: dissertação, há mais aprofundamento, mas sem ineditismo. É preciso análise e busca por novas perspectivas do tema abordado. Apresenta revisão de literatura ampla e consistente, e metodologia bem definida.

- Doutorado: tese, uma monografia mais complexa, se deve apresentar originalidade, ineditismo, argumentação consistente e contribuições a área de conhecimento em estudo, a fim de possibilitar o avanço dela.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Karla Dunder

Últimas