Unicamp: candidatos ao vestibular indígena podem consultar local

Listagem está disponível no site da Comvest. Prova será realizada em seis cidades do Brasil no dia 1º de dezembro

Estudantes prestam vestibular

Estudantes prestam vestibular

Gastão Guedes/Divulgação

A Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp) está divulgando os locais de prova do Vestibular Indígena Unicamp 2020. A listagem está disponível no site. A prova será realizada em seis cidades do país, no próximo dia 1º de dezembro.

A orientação é para que os candidatos cheguem aos locais às 12 horas (horário local), já que o exame terá início às 13 horas (horário local). Após esse horário, o acesso às salas não será permitido. Esse ano, a Comvest recebeu 1.675 inscrições. O exame será realizado nas seguintes cidades: Bauru (SP), Campinas (SP), Caruaru (PE), Dourados (MS), São Gabriel da Cachoeira (AM) e Tabatinga (AM).

A prova será em língua portuguesa, composta de questões de múltipla escolha e uma Redação, da seguinte maneira: Linguagens e códigos (14 questões); Ciências da Natureza (12 questões); Matemática (12 questões); Ciências Humanas (12 questões); e uma Redação. O programa de estudos para a prova já está disponível no Edital, na página da Comvest.

Importante: no dia da prova, os candidatos precisam levar a documentação especificada no Edital, que comprova pertencerem a uma das etnias indígenas do território brasileiro. Os documentos exigidos são:

Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI original e cópia).
ou Declaração de Etnia e de Vínculo com Comunidade Indígena (original), na qual será obrigatório: a) informar se o(a) candidato(a) reside na terra ou comunidade indígena à qual declara estar vinculado; b) apresentar justificativa de como seu vínculo com essa terra ou comunidade indígena pode ser comprovado, caso indique não residir na terra ou comunidade indígena; c) indicar o nome completo das três lideranças indígenas diferentes que assinarão a Declaração de Etnia e de Vínculo com Comunidade Indígena à qual o(a) candidato(a) declara pertencer e vincular-se; d) informar dados de contato das mesmas três lideranças indígenas (telefone, e-mail ou outra informação por meio da qual seja possível identificar ou contatar essas lideranças); e) indicar nome do órgão regional da Funai cujo representante poderá atestar a existência e a localização da comunidade indígena à qual o(a) candidato(a) afirma estar vinculado(a).

A duração da prova é de cinco horas.

O que levar

O candidato deve levar o original do documento de identidade indicado na inscrição, caneta de cor preta em material transparente, lápis preto, borracha. O candidato poderá usar relógio para controlar o tempo, mas todos os relógios deverão ficar no chão, ao lado da carteira. Água e pequenas embalagens de alimentos deverão ficar no chão, junto à carteira. É vedada a utilização de aparelhos celulares ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos, relógios digitais, corretivos de qualquer tipo, lapiseira, caneta marca-texto, bandana/lenço, boné, chapéu, ou outros materiais estranhos à prova.