Soluções para a área da saúde é destaque em encontro entre os candidatos à prefeitura de Diadema

Vaguinho (PRB) e Lauro Michels (PV) defenderam prioridades e perguntaram um ao outro

Soluções para a área da saúde é destaque em encontro entre os candidatos à prefeitura de Diadema

Debate entre Vaguinho (PRB) e Lauro Michels (PV) foi mediado por Heródoto Barbeiro

Debate entre Vaguinho (PRB) e Lauro Michels (PV) foi mediado por Heródoto Barbeiro

R7

Os candidatos que disputam o segundo turno das eleições municipais em Diadema (SP), Lauro Michels (PV) e Vaguinho (PRB), participaram nesta sexta-feira (21), na Record News, de um debate mediado pelo jornalista Heródoto Barbeiro. No encontro, o principal tema abordado entre os adversários envolveu a questão da saúde da cidade.

Michels, que é candidato à reeleição no município, foi criticado por Vaguinho por sua administração à frente da área de saúde. O republicano disse não aceitar que o morador de Diadema demore “duas horas para pegar uma senha de atendimento para passar depois de 20 dias em um clinico geral”.

De acordo com Vaguinho, os problemas do setor não serão finalizados com a construção de um novo hospital no município, conforme proposta de seu adversário.

— Um hospital demora de quatro a seis anos para ser construído. As pessoas vão continuar falecendo nos corredores dos atuais hospitais da cidade.

O atual prefeito disse que a saúde de todo o País está ruim e afirmou que 39% do orçamento do município é aplicado na área em um "esforço exctra" para manter a qualidade do sistema público de atendimento.

Michels também explicou que a proposta de construir um novo hospital faz parte de uma parceria com o governo do Estado e vai sair mais em conta com que a reforma do atual prédio que abriga o hospital de Diadema.

— Fixemos uma parceria com o governo do Estado para fazer um hospital novo porque o a construção de um prédio novo sai mais barato o que a reforma de um prédio de 1967.

Vaguinho rebateu seu adversário de disse não saber em qual cidade ele está investindo 39% dos recursos na saúde.

— As pessoas estão morrendo dentro do hospital.

No primeiro turno das eleições, Michels foi o mais votado, com 48,1% dos votos válidos. Vaguinho, por sua vez, chegou ao segundo turno com o apoio de 21,85% do eleitorado de Diadema.