Eleições 2020 "Vida pode ser com ou sem emoção", diz Barroso sobre atraso

"Vida pode ser com ou sem emoção", diz Barroso sobre atraso

Presidente do TSE reiterou que atraso aconteceu por falha em processador e aumento da segurança, com centralização pelo TSE 

  • Eleições 2020 | Mariana Londres e Luiz Fara Monteiro, de Brasília

"Vida pode ser com ou sem emoção", diz Barroso sobre atraso

"Vida pode ser com ou sem emoção", diz Barroso sobre atraso

Roberto Jayme/ASCOM/TSE - 15.11.2020

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, disse no final da noite deste domingo (15) que "a vida pode ser com emoção ou sem emoção. Hoje foi com emoção", ao se referir ao atraso de quase três horas na totalização e divulgação dos resultados das eleições municipais de 2020. Nas Eleições em 2018, os resultados finais foram divulgados perto das 21h. 

"Como expus na coletiva anterior tivemos problema de lentidão no sistema de totalização e divulgação e teve como única consequência atraso de pouco mais de três horas, hoje terminamos a totalização às 23h55 menos de três horas depois das últimas Eleições. Estamos investigando e assim que tivermos relatório preciso do que aconteceu, sabemos que houve problema de hardware, iremos divulgar". 

Com algumas horas de atraso, os resultados das eleições municipais 2020 foram divulgados em alguma capitais já perto do início desta segunda-feira (16). A expectativa do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) era de divulgar os resultados até as 20h deste domingo.

O atraso aconteceu por uma série de problemas técnicos que podem ter contribuído para a demora. Pela primeira vez a totalização foi centralizada no TSE e não feita pelos Tribunais Regionais Eleitorais. Além disso, houve uma falha em um dos processadores dos supercomputadores do TSE, que teve que ser substituído. A segurança do sistema também foi reforçada nos últimos dias, sobrecarregando um dos servidores do tribunal. 

"A centralização da totalização, que na entrevista anterior eu disse que não tinha simpatia, foi uma recomendação da perícia da Polícia Federal em nome de maior segurança, e até é possível que a centralização tenha sido a causa da lentidão. Embora tenha dito que não tinha simpatia eu também teria tomado pois era uma recomendação técnica da PF. Lamento sinceramente o atraso e decorreu provavelmente das medidas de segurança que trouxemos e de possível falha dos processadores".

Apesar de lamentar o atraso, Barroso disse não ter ficado feliz com que aconteceu, mas que também não foi "nenhuma tragédia". Prometeu tentar corrigir as falhas para o segundo turno. 

"Talvez nenhum país do mundo com mais de 120 milhões de eleitores divulgue resultados na mesma noite. É extraordinário divulgarmos no mesmo dia, não vamos nos perder nas miudezas."

O presidente da corte eleitoral reiterou que o atraso não altera a segurança do resultado das eleições:

"Mas os resultados todos são passíveis de conferência, pois trata-se de soma de boletins. Ao final da votação em todas as seções se imprime o boletim. A demora não compromete o resultado do sistema. Foi preservada a segurança e dados no dia da eleição são confiáveis e conferíveis e tudo se resumiu a um atraso de menos de três horas".

Últimas