Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Hora 7
Publicidade

Cientistas descobrem que verme 'alienígena' assustador na verdade sofre muito

Espécie usa 'língua' em forma de raiz para capturar presas, o que também pode ser sinal de estresse ao encontrar criaturas maiores

Hora 7|Do R7

Este animal é misterioso até mesmo para pesquisadores experientes
Este animal é misterioso até mesmo para pesquisadores experientes Este animal é misterioso até mesmo para pesquisadores experientes

Um dos seres mais estranhos e assustadores identificados pela ciência é o "verme fita", também conhecido como "verme alienígena". A espécie tem um corpo avermelhado e usa uma "língua" em forma de raiz para capturar as presas — que podem ser outros vermes marinhos, moluscos e caracóis.

O animal vive em águas rasas do oceano Pacífico e foi identificado pela primeira vez em 1931. Mas ainda permanece estranho e misterioso até mesmo para cientistas especializados.

Uma série de descobertas recentes sobre esses vermes misteriosos (Gorgonorhynchus repens) mostrou que ele não é apenas assustador, mas também um animal que sofre.

Pesquisas recentes confirmaram o que parecia óbvio: o animal usa essa estrutura branca similar a uma árvore para se alimentar, uma visão que mais parece saída de algum filme de ficção científica e terror.

Publicidade

Mas vídeos do verme em seus encontros com humanos escondem algo mais: estresse e dor.

Em entrevista ao site Mental Floss, o biólogo Sebastian Kvist, do Royal Ontario Museum, no Canadá, afirmou que o animal se estressa fora da água por causa da estrutura do corpo dele, além de ficar muito assustado quando encontra criaturas maiores.

Publicidade

"O que estamos vendo é um verme muito estressado que está fazendo tudo o que pode para tentar fugir da situação em que se encontra", disse Kvist sobre o vídeo.

Leia também

Como são animais de corpo mole, os "vermes fita" precisam viver em águas oceânicas. Cerca de dez minutos fora da água podem ser fatais para eles — mas nem sempre, e isso é parte do mistério.

Publicidade

Fora isso, pouco mais se sabe sobre eles. Como o corpo deles pode se desfazer em locais secos, não existem registros fósseis da espécie, e também não se sabe quanto tempo eles vivem.

LEIA ABAIXO: Vermes canibais e venenosos são vistos na Europa e deixam jardineiros em pânico

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.