Internacional Alemanha condena a prisão perpétua acusado de matar ao ser cobrado para usar máscara

Alemanha condena a prisão perpétua acusado de matar ao ser cobrado para usar máscara

Homem de 50 anos atirou, em setembro de 2021, contra caixa de 20 anos, que lhe tinha lembrado da obrigação de usar equipamento

AFP
Uso de máscara na Alemanha também era obrigatório durante pico da Covid-19

Uso de máscara na Alemanha também era obrigatório durante pico da Covid-19

Filip Singer / EFE-EPA - 15.4.2020

Um tribunal alemão condenou nesta terça-feira (13) à prisão perpétua um homem acusado de matar um funcionário de um posto de gasolina que lhe pediu que usasse uma máscara contra a Covid-19. 

O acusado de 50 anos atirou em 18 de setembro de 2021 contra um caixa de 20 anos, funcionário de uma estação de serviço que lhe tinha lembrado da obrigação de usar máscara devido à pandemia. 

Ele compareceu perante o tribunal em Bad Kreuznach, no oeste do país. 

Esse assassinato, ocorrido em Idar Oberstein (oeste), chocou a Alemanha, onde se formou um virulento movimento antimáscara e antivacina. 

O réu, também condenado por porte ilegal de arma de fogo, teve uma briga inicial com o caixa sobre o uso da máscara, antes de retornar uma hora e meia depois e atirar nele à queima-roupa. 

"Como ele sabia que não poderia chegar às autoridades políticas, decidiu matar o jovem funcionário", disse a promotora Nicole Frohn durante o julgamento.

Depois de confessar, o homem se declarou arrependido. 

Na Alemanha, a prisão perpétua dura em média 20 anos. 

Neste caso, não foi apurada "particular gravidade da culpa" do acusado, o que em teoria poderia conduzir à libertação do condenado ao fim de 15 anos.

Últimas