Internacional Argentina pede a Reino Unido que retome negociações sobre a soberania das ilhas Malvinas

Argentina pede a Reino Unido que retome negociações sobre a soberania das ilhas Malvinas

Governo britânico controla o arquipélago desde 1833; os dois países travaram uma guerra pela disputa da região em 1982

AFP

Resumindo a Notícia

  • Argentina pede ao Reino Unido que retome as negociações sobre as Malvinas
  • Britânicos voltaram a conversar sobre o futuro de outro arquipélago recentemente
  • Os dois países entraram em guerra em 1982 pela disputa das Malvinas
  • Região é controlada por Londres desde 1833
Placa na Argentina provoca o Reino Unido ao dizer que as ilhas Malvinas são argentinas

Placa na Argentina provoca o Reino Unido ao dizer que as ilhas Malvinas são argentinas

Leandro Kibisz/WikimediaCommons

O Ministério das Relações Exteriores da Argentina pediu ao Reino Unido, na quinta-feira (3), para retomar as negociações sobre a soberania das ilhas Malvinas, depois que o governo britânico concordou com a República de Maurício para manter conversas sobre o futuro das disputadas ilhas Chagos.

"Hoje é um dia transcendental para todos os povos que lutam para acabar com o colonialismo em todas as suas formas e que, como nosso país, defendem seus legítimos direitos soberanos há mais de 189 anos", declarou o secretário argentino das Malvinas, Antártica e Atlântico Sul, Guillermo Carmona.

De acordo com um comunicado do Ministério das Relações Exteriores, Carmona referia-se à intenção manifestada nesta quinta-feira do Reino Unido de iniciar negociações com a República de Maurício, que reivindica a soberania sobre o arquipélago de Chagos, no oceano Índico, administrado por Londres.

A Argentina pede que "também seja cumprida a resolução 2.065 (das Nações Unidas) sobre a questão das Malvinas", disse o funcionário.

"Reiteramos, mais uma vez, o apelo ao Reino Unido para que retome as negociações de soberania sobre a questão das Malvinas", acrescentou.

Ele também assegurou que "o caminho seguido pela República de Maurício, que recorre a todas as ferramentas que oferecem as relações internacionais e o direito internacional, é o mesmo que a comunidade internacional e a Argentina vêm promovendo para a questão das ilhas Malvinas".

Argentina e Reino Unido travaram uma guerra em 1982 pela soberania das ilhas Malvinas. Após 74 dias de combates, que deixaram 649 argentinos e 255 britânicos mortos, Londres recuperou o controle dos arquipélagos que ocupava desde 1833 no Atlântico Sul.

Desde 1965, a Assembleia-Geral da ONU reconhece a existência de uma disputa de soberania entre os dois países, e a cada ano o Comitê de Descolonização da ONU pede uma "solução pacífica para a disputa".

Brasileiro que morreu na Argentina era de SP e viajava de Kombi com a gata pela América do Sul

Últimas