Internacional Assange teve dois filhos enquanto vivia em embaixada, revela jornal

Assange teve dois filhos enquanto vivia em embaixada, revela jornal

Mãe das crianças é advogada sul-africana, noiva do fundador do WikiLeaks, que segue preso no Reino Unido acusado de espionagem

Reuters
Assange seria pai de duas crianças, de 1 e 2 anos, com advogada britânica

Assange seria pai de duas crianças, de 1 e 2 anos, com advogada britânica

Simon Dawson / Reuters - arquivo

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, teve dois filhos com uma advogada que o representava enquanto ele vivia escondido na embaixada do Equador em Londres lutando contra a extradição, disse a advogada a um jornal britânico neste domingo.

O jornal britânico The Mail revelou que a advogada sul-africana Stella Morris, 37, é noiva de Assange desde 2017. O casal tem dois filhos, de 1 e 2 anos.

Ambos foram concebidos enquanto Assange estava na embaixada e mantidos em segredo da imprensa que cobre seu caso e de agências de inteligência que monitoram sua atividade, afirmou o jornal.

A reportagem mostra fotos de Assange com um bebê, identificado como o filho mais velho, que, segundo o texto, foi transportado em segredo para a embaixada para que o fundador do WikiLeaks pudesse vê-lo.

As duas crianças são cidadãs britânicas, afirmou o The Mail. Assange assistiu aos nascimentos por meio de um link de vídeo.

Assange segue preso no Reino Unido

Nascido na Austrália, Assange foi retirado da embaixada equatoriana em Londres no ano passado após um impasse que durou sete anos, e agora está preso no Reino Unido lutando contra a extradição para os Estados Unidos por acusações de espionagem e atividade hacker.

Seus apoiadores dizem que o caso dos EUA contra ele é político e que ele não deve receber um julgamento justo no país.

Últimas