Internacional Ataque na Nova Zelândia é transmitido ao vivo em redes sociais

Ataque na Nova Zelândia é transmitido ao vivo em redes sociais

Quarenta e nove pessoas foram mortas e há dezenas de feridos. Três homens e uma mulher foram presos

Ataques Nova Zelândia

Autoridades dizem que ataque foi premeditado

Autoridades dizem que ataque foi premeditado

EFE/ Martin Hunter

Um dos ataques terrorristas a mesquisas em Christchurch, na Nova Zelândia, foi transmitido ao vivo nas redes sociais do atirador. As informações foram divulgadas na manhã desta sexta-feira (15) pela rede de notícias CNN

Quarenta e nove pessoas foram mortas e 48 feridos, encaminhados para hospitais, segundo as últimas informações da Polícia da Nova Zelândia. Este foi considerado o maior ataque no país. 

Três homens e uma mulher foram presos, sendo que um dos homens foi acusado de assassinato. Este será ouvido pela Justiça na manhã de sábado (16). 

As autoridades encontraram bombas acopladas nos carros dos atiradores e afirmam acreditar que o crime foi premeditado. 

O ataque

Um homem armado entrou em uma mesquita chamada Masjid Al Noor e disparou contra os fieis.

Outro ataque também foi registrado no Centro Islâmico Linwood, próximo da primeira mesquita atacada. Esta já teria sido esvaziada e isolada pela polícia, de acordo com testemunhas. 

Entre 300 e 500 pessoas estavam dentro da mesquita quando um homem, utilizando uma arma automática, começou a disparar. De acordo com uma testemunha, o agressor usava um capacete, óculos e uma jaqueta militar.

* Com informações da agência EFE.