Internacional Base dos EUA sofre ataque com foguetes no nordeste da Síria

Base dos EUA sofre ataque com foguetes no nordeste da Síria

O atentado teve como alvo as forças da coalizão internacional contra os jihadistas e não causou vítimas nem danos materiais

AFP
Síria ainda sofre conflito militar

Síria ainda sofre conflito militar

Bakr Alkasem/AFP - 25.11.2022

Dois ataques com foguetes atingiram a base dos EUA em Al Shaddah, no nordeste da Síria, disse o Centcom (Comando do Oriente Médio) dos militares dos EUA neste sábado (26).

O ataque, que teve como alvo as forças da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos contra os jihadistas, ocorreu na sexta-feira (25), por volta das 18h30 (horário de Brasília), e não causou vítimas nem danos, acrescentou a mesma fonte.

O Centcom não especificou a origem dos disparos, que ocorreram em um contexto de bombardeios turcos contra posições curdas no norte da Síria.

"Ataques desse tipo põem em risco civis e forças da coalizão e prejudicam a segurança e a estabilidade duramente conquistadas da Síria e da região", disse o porta-voz do Centcom, o coronel Joe Buccino.

Não é a primeira vez que se registram ataques contra bases da coalizão antijihadista. Na terça-feira (22), um drone turco atingiu uma base conjunta das forças curdas e da coalizão no nordeste da Síria, segundo o Centcom.

A Turquia está bombardeando o norte da Síria desde 20 de novembro, com o objetivo de estabelecer um "cinturão de segurança" em sua fronteira sul.

Segundo as autoridades, Ancara tem como alvo as posições do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) e seus aliados nas YPG (Unidades de Proteção Popular), o principal componente das FDS (Forças Democráticas da Síria).

Ancara responsabiliza os curdos pelo ataque que matou seis pessoas e feriu outras 81 no coração de Istambul em 13 de novembro, embora eles neguem envolvimento.

Últimas