Internacional Câmara dos EUA entrega pedido de impeachment de Trump ao Senado

Câmara dos EUA entrega pedido de impeachment de Trump ao Senado

Ex-presidente é o primeiro a enfrentar dois julgamentos desse tipo e o primeiro a ser julgado depois de deixar a Casa Branca

  • Internacional | Do R7, com Reuters

Câmara dos EUA envia ao Senado processo de Impeachment contra Donald Trump

Câmara dos EUA envia ao Senado processo de Impeachment contra Donald Trump

Al Drago/EFE/EPA - 20.01.2021

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos entregou ao Senado o processo de impeachment de Donald Trump, nesta segunda-feira (25), por incitar uma insurreição de seus apoiadores antes do ataque ao Capitólio em 6 de janeiro. A ação terminou com cinco mortos, incluindo um policial, e marcou o início do segundo processo de impeachment do republicano.

Nove democratas da Câmara que atuarão como procuradores levaram o artigo de impeachment ao Senado, onde será o julgamento do ex-presidente. Trump é o único presidente norte-americano a sofrer impeachment na Câmara duas vezes e será o primeiro a ser julgado depois de deixar a Casa Branca.

Embora o processo não possa mais resultar no impeachment de Trump, que completou seu mandato na última quarta-feira (20), os democratas estão confiantes que resultará na desqualificação do ex-presidente para ocupar um novo cargo político no futuro. Em seu último discurso antes da posse de Biden, Trump disse que voltaria de alguma maneira.

O Senado dos EUA está dividido igualmente entre democratas e republicanos, mas a vantagem é do partido de Joe Biden, já que a vice-presidente, Kamala Harris, também é presidente da Casa e responsável por desempatar votações. Para concluir o processo de impeachment é necessário 67 dos 100 votos dos senadores, ou dois terços da Casa.

Por um acordo de lideranças, o julgamento não deve ser iniciado antes de 9 de fevereiro. Isso dá a Trump mais tempo para preparar uma defesa e permite à Câmara se concentrar nas prioridades iniciais do presidente Biden, inclusive indicações ao gabinete.

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, também do Partido Democrata, disse em comunicado, na semana passada, que estava "atenta à equanimidade do processo" e enfatizou que Trump terá o mesmo tempo para preparar sua defesa que os congressistas que atuarão como "procuradores".

Uma pesquisa Reuters/Ipsos de sexta-feira revelou que 51% dos norte-americanos acreditam que o Senado deveria condenar Trump. O número se dividiu essencialmente de acordo com as filiações partidárias, já que menos de dois em 10 republicanos concordam.

Últimas