Casal é preso após enterrar criança de 2 anos em praia argentina

Banhistas denunciaram turistas que enterraram a menina na areia até o pescoço para poder nadar no mar; a mãe e um homem foram presos

Incidente aconteceu no balneário argentino de Santa Clara del Mar

Incidente aconteceu no balneário argentino de Santa Clara del Mar

Reprodução Youtube

Um casal de turistas paraguaios foi preso na última segunda-feira (3) na praia de Santa Clara del Mar, que fica a cerca de 400km ao sul de Buenos Aires (Argentina). Eles foram denunciados por outros banhistas porque deixaram a filha da mulher, de apenas 2 anos, enterrada até o pescoço na areia, para poderem nadar no mar.

O homem e a mulher, ambos de 29 anos, estavam acompanhados de um terceiro homem, que fugiu quando a polícia chegou ao local. Segundo testemunhas disseram ao jornal Clarín, eles passaram o dia na praia, com atitudes pouco respeitosas, puxando as roupas uns dos outros, se tocando e falando obscenidades.

Durante quase todo esse tempo, a criança ficou chorando. Quando os três quiseram entrar no mar sem levá-la junto, eles escavaram um buraco na areia e a deixaram enterrada até o pescoço. Nesse momento, vários banhistas entraram em contato com a polícia.

Sensação térmica de 35°C

Segundo o Clarín, quando os policiais chegaram ao local, os três turistas estavam cercados por banhistas, indignados com a situação. "A sensação térmica estava em torno de 35°C, imagine como estava a menininha", disse uma testemunha ao jornal.

Enquanto os policiais tiravam a criança da areia, um dos homens aproveitou para escapar. O casal que ficou no local chegou a confrontar os oficiais e ambos foram presos por atentado e desacato à autoridade. Eles foram levados para detenções em Mar del Plata.

No meio dos pertences deles, a polícia encontrou quase 200 comprimidos de Rivotril, dois cigarros de maconha e um pacote com a droga, além de um comprimido de ecstasy. A menina foi levada para um abrigo e passa bem.