Internacional Caso Khashoggi: Turquia suspeita de agentes ligados ao governo saudita

Caso Khashoggi: Turquia suspeita de agentes ligados ao governo saudita

Desaparecimento de jornalista envolve órgão de inteligência da Arábia Saudita e foi coordenado por pessoa próxima ao príncipe Salman, dizem fontes

Caso Khashoggi: Turquia suspeita de agentes do governo saudita

Polícia entra na casa do cônsul saudita em Istambul para investigar sumiço de Khashoggi

Polícia entra na casa do cônsul saudita em Istambul para investigar sumiço de Khashoggi

Osman Orsal / Reuters - 17.10.2018

A investigação sobre o desaparecimento do jornalista saudita Jamal Khashoggi chegou mais perto do governo da Arábia Saudita nesta quarta-feira (17).

Enquanto policiais e peritos vasculhavam a residência cônsul saudita em Istambul e faziam novas buscas no consulado, cresciam as suspeitas de ligações diretas da cúpula do governo saudita com o que já vem sendo tratado por autoridades turcas como a morte do jornalista.

Fontes ligadas ao governo turco afirmaram à rede de TV CNN que há fortes indícios da participação direta de autoridades do círculo mais próximo à família real da Arábia Saudita no atentado contra Khashoggi.

Jornalista foi esquartejado, diz fonte

Ontem, autoridades turcas afirmaram que o jornalista foi morto e esquartejado dentro do consulado, em uma ação que envolveu um grupo de agentes sauditas que chegaram à Turquia no mesmo dia em que Khashoggi desapareceu.

Agora, as fontes citadas pela CNN dizem que este grupo foi coordenado por um oficial da Agência de Inteligência Presidencial, o principal serviço de Inteligência da Arábia Saudita.

Este oficial seria muito próximo do círculo do príncipe Mohammed Bin Salman.

Desaparecido desde 2 de outubro

Khashoggi não é visto desde 2 de outubro, quando entrou no Consulado da Arábia Saudita em Istambul para providenciar papeis para o seu casamento.

Desde então, investigadores turcos tentam descobrir o que aconteceu com o jornalista, que fugiu de seu país em julho para os EUA, com receio da perseguição do regime por suas reportagens críticas à atuação saudita na Guerra do Iêmen.

Arte Khashoggi vale esta

Arte Khashoggi vale esta

Arte R7