Coreia do Norte

Internacional Cidadão americano entra ilegalmente na Coreia do Norte e é detido pelo Exército

Cidadão americano entra ilegalmente na Coreia do Norte e é detido pelo Exército

Homem estaria fazendo uma visita turística ao local; as duas coreias estão tecnicamente em guerra desde os anos de 1950

AFP
Cidadão americano cruzou ilegalmente a fronteira da Coreia do Sul

Cidadão americano cruzou ilegalmente a fronteira da Coreia do Sul

Anthony WALLACE / AFP - 04/10/2022

Um cidadão americano entrou na Coreia do Norte durante uma visita turística à vigiada fronteira deste país com a Coreia do Sul e estima-se que tenha sido detido, informaram nesta terça-feira(18) as Nações Unidas.

"Um cidadão dos Estados Unidos cruzou sem autorização a Linha de Demarcação Militar" com a República Popular Democrática da Coreia (RPDC), durante uma visita a Área de Segurança Conjunta, setor sob controle da ONU, disse o posto de comando da organização.

"Acreditamos que ele esteja detido na RPDC, e estamos trabalhando com nossos colegas do Exército Popular da Coreia para resolver o incidente", acrescentou o posto de comando, referindo-se às forças armadas norte-coreanas.

Desde que a Guerra da Coreia, de 1950-1953, terminou com um armistício e não com um tratado de paz, os dois países continuam tecnicamente em conflito, e sua fronteira, muito vigiada, consiste em uma zona desmilitarizada.

Soldados de ambos os Estados trabalham frente a frente na Área de Segurança Conjunta, ao norte de Seul. O local é também um popular destino turístico, com centenas de visitantes por dia, do lado sul-coreano.

Em 2019, o então presidente americano Donald Trump se reuniu com o líder norte-coreano Kim Jong-un na localidade fronteiriça de Panmunjom, e inclusive esteve em território norte-coreano ao cruzar a linha de demarcação.

Últimas