Rússia x Ucrânia

Internacional Cidade ucraniana de Mariupol está 90% destruída, afirma prefeito

Cidade ucraniana de Mariupol está 90% destruída, afirma prefeito

Estima-se que 40% da infraestrutura que foi atingida por ataques russos não poderá ser recuperada

AFP
Cidade ucraniana de Mariupol foi uma das mais afetadas pela invasão da Rússia

Cidade ucraniana de Mariupol foi uma das mais afetadas pela invasão da Rússia

EFE

O prefeito da cidade portuária de Mariupol, no sudeste da Ucrânia, Vadim Boichenko, afirmou nesta segunda-feira (4) que 90% da cidade atacada pelas tropas russas está destruída e 40% de sua infraestrutura é "irrecuperável".

"A triste notícia é que 90% da infraestrutura da cidade está destruída e 40% não podem ser recuperados", declarou o prefeito em coletiva de imprensa, acrescentando que "cerca de 130 mil pessoas" continuam presas na cidade.

Antes da guerra, cerca de 500 mil pessoas viviam em Mariupol.

"O Exército russo destrói brutalmente Mariupol. (...) Os bombardeios não param", alguns com "lança-foguetes múltiplos", acrescentou Boichenko.

Segundo ele, os ataques contra Mariupol vêm "do mar", onde estão os "navios russos".

"Planejamos retirar os habitantes que restam, mas não podemos fazer isso hoje", lamentou.

Russos e ucranianos se culpam mutuamente há vários dias pelas dificuldades na retirada de civis de Mariupol para Zaporizhzhia, mais de 200 quilômetros ao oeste.

Mariupol é atacada e bombardeada há um mês pelo Exército russo. A população que permanece na cidade sofre com a falta de alimentos, água e energia elétrica.

Últimas