Internacional Colômbia: Resgate acha corpos de dois mineiros presos após enchente

Colômbia: Resgate acha corpos de dois mineiros presos após enchente

Nove outros trabalhadores que se envolveram no acidente ainda não foram localizados; buscas já duram 22 dias

  • Internacional | Da AFP

Local tem 17 metros de profundidade

Local tem 17 metros de profundidade

Natalia Londono / AFPTV / AFP - 30.03.2021

Após 22 dias de buscas, equipes de resgate encontraram os corpos de dois dos 11 mineiros que ficaram presos após uma enchente no nordeste da Colômbia no final de março, informaram as autoridades neste sábado (17).

"A equipe mineira de segurança e salvamento encontrou (...) um dos corpos de jovens encurralados nas obras subterrâneas de Neira, Caldas, desde o passado dia 26 de março", detalhou em nota a Agência Nacional de Minas (ANM) do estado).

Poucas horas depois, um segundo corpo foi localizado no poço, disse uma porta-voz da equipe de resgate à mídia. O resto ainda está faltando.

Os 11 mineiros ficaram presos em uma mina de ouro ilegal de 17 metros de profundidade que foi inundada por fortes chuvas que causaram uma enchente no rio Cauca. O resgate foi dificultado por novas enchentes na área.

"Apresento minhas condolências aos familiares do jovem encontrado e nosso compromisso com as demais famílias de manter nossos esforços e encontrar os desaparecidos", disse Juan Miguel Durán, presidente da ANM.

Acidentes desse tipo são frequentes na Colômbia, onde a receita da extração ilegal de ouro supera a do narcotráfico, segundo a procuradoria-geral.

O país sul-americano vive um conflito de quase seis décadas com diversos grupos armados que são financiados por ambas as práticas ilegais.

Até agora, em 2021, esse tipo de acidente deixou 33 mortos, segundo a ANM. No ano passado, a agência registrou 171 mortes em emergências de mineração, em comparação com 82 em 2019.

A atividade de mineração legal representa, junto com o petróleo, o principal produto de exportação da quarta maior economia da América Latina.

Últimas