Internacional Com medo de ser preso, o ditador da Nicarágua, Daniel Ortega, não participará de reunião com Lula

Com medo de ser preso, o ditador da Nicarágua, Daniel Ortega, não participará de reunião com Lula

Como outro ditador, Nicolás Maduro, da Venezuela, Ortega não estará na reunião da Celac, com Lula e outros líderes da América Latina e Caribe

  • Internacional | Do R7

Ditadores Daniel Ortega, da Nicarágua, e Nicolás Maduro, da Venezuela, em encontro em Cuba

Ditadores Daniel Ortega, da Nicarágua, e Nicolás Maduro, da Venezuela, em encontro em Cuba

Cortesia Palácio de Miraflores/ via Reuters - 14/12/2022

O ditador da Nicarágua, Daniel Ortega, não comparecerá à reunião da Celac (Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos), marcada para esta terça-feira (24).

Segundo artigo publicado por Duda Teixeira na revista digital Crusoé, o líder do pequeno país da América Central teria pelo menos três justificativas para não comparecer à cúpula do grupo na Argentina. 

Ortega não se sentiria seguro em fazer um voo até Buenos Aires e teria medo de sofrer um atentado que pudesse pôr sua vida em risco. 

Outro motivo da ausência do ditador nicaraguense seria evitar críticas. O artigo afirma que ele poderia enfrentar manifestações de opositores pelas ruas da capital argentina e até mesmo ser confrontado com questionamentos sobre direitos humanos por outros líderes presentes.

Além desses dois motivos, existiria o receio de ser preso. Segundo a publicação, há uma denúncia na Argentina por crimes contra a humanidade praticados pelo governo Ortega, que incluiria até casos de tortura.

O ditador venezuelano, Nicolás Maduro, também não estará presente no encontro dos representantes do bloco, formado por 32 países. O líder da Venezuela se encontraria com Lula na tarde de segunda-feira (23), mas a conversa foi cancelada. 

Últimas