Internacional Conflito na Caxemira prejudica passageiros na Tailândia

Conflito na Caxemira prejudica passageiros na Tailândia

Entre ontem à noite e a manhã de hoje, foram cancelados 35 voos, 25 partidas e 10 chegadas no Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi, em Bangcoc

35 voos foram cancelados

35 voos foram cancelados

Soe Zeya Tun/Reuters - 28.2.2019

Centenas de passageiros estão presos nesta quinta-feira (28) na Tailândia, por conta do cancelamento de mais de vinte voos com destinos à Europa e Paquistão devido à escalada militar entre este último país e a Índia.

Entre ontem à noite e a manhã de hoje, foram cancelados 35 voos, 25 partidas e 10 chegadas no Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi, em Bangcoc, segundo disse à Agência Efe, uma porta-voz da instalação.

Todos os voos afetados são da companhia local da Thai Airways, exceto um que é operado pela companhia aérea taiwanesa Eva Air, acrescentou a mesma fonte.

"Há cerca de 4 mil passageiros afetados", disse uma porta-voz da Thai Airways.

Por volta das 12h (hora local), a companhia aérea anunciou que retomava as operações com a Europa, após obter permissão para redirecionar todos os voos afetados pela China.

Centenas de passageiros lotaram o aeroporto, onde passaram a noite à espera de notícias da companhia aérea, que não lhes forneceu acomodação ou alimentação, disse à Efe um passageiro do voo cancelado para Estocolmo.

O Paquistão fechou ontem seu espaço aéreo diante da escalada militar com a Índia iniciada no dia anterior, após um bombardeio indiano em solo paquistanês de acampamentos insurgentes do Jaish-e-Mohammed (JeM).