Internacional Congresso peruano depõe presidente Martín Vizcarra

Congresso peruano depõe presidente Martín Vizcarra

Por 105 votos a favor, 19 contra e 12 abstenções, o Congresso decidiu apoiar a moção de vacância contra o presidente Martín Vizcarra

  • Internacional | Do R7, com agências internacionais

Martín Vizcarra foi declarado 'moralmente incapaz' de ocupar a presidência

Martín Vizcarra foi declarado 'moralmente incapaz' de ocupar a presidência

REUTERS/Guadalupe Pardo/9.8.2018

O Congresso do Peru depôs nesta segunda-feira (9) o presidente do país, Martín Vizcarra, em julgamento político no qual os parlamentares o declararam "moralmente incapaz" de ocupar o cargo em função de acusações de corrupção.

Com a retirada de Vizcarra da presidência, o chefe da Assembleia da República, Manuel Merino, deve assumirá o cargo até julho do próximo ano. A moção foi apoiada pela maioria dos membros da Acción Popular, APP, Frepap, Fuerza Popular, UPP e Podemos Peru.

O Plenário do Congresso aprovou esta tarde a segunda moção de vacância presidencial por incapacidade moral permanente.

Por 105 votos a favor, 19 contra e 12 abstenções, a representação nacional decidiu apoiar a moção apresentada pela bancada União pelo Peru contra o presidente Martín Vizcarra.

No final da votação, o presidente do Congresso, Manuel Merino de Lama, convocou os parlamentares para amanhã, às 17 horas, para, segundo disse, cerimônia de tomada de posse presidencial.

A proposta de vacância presidencial invoca a causa de incapacidade moral por atos contra o presidente Vizcarra, quando ele era governador regional de Moquegua. A acusação é de que ele teria recebido propina de empreiteiras locais.

Últimas