Internacional COP26: Boris Johnson compara crise climática com bomba relógio

COP26: Boris Johnson compara crise climática com bomba relógio

Durante a abertura da cúpula, primeiro-ministro do Reino Unido, alertou para o grave avanço do aquecimento global 

  • Internacional | Letícia Sepúlveda e Sofia Pilagallo, do R7

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson fala durante a cerimônia de abertura da COP26 em Glasgow, na Escócia

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson fala durante a cerimônia de abertura da COP26 em Glasgow, na Escócia

Paul Ellis/AFP - 01.11.2021

Durante a abertura da COP 26, em Glasgow, nesta segunda-feira (1º), o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, comparou os desafios da Conferência com uma bomba relógio nas missões de James Bond, o famoso agente secrete do cinema.

"Sejam bem-vindos à Escócia, cujo filho mais famoso é James Bond. Estamos naquela situação em que ele vai definir qual fio cortar da bomba-relógio, sempre chegando ao perigo do fim do mundo. A situação é parecida hoje com líderes globais, exceto que a tragédia é que não estamos em um filme, e essa bomba-relório é real", iniciou Johnson. 

O líder apontou para o grave avanço do aquecimento global e relembrou os compromissos firmados no passado pelos países, como os objetivos do Acordo de Paris.

Para Johnson, "se nao tratarmos essa questão [mudanças climáticas] hoje, será mais difícil para os nossos filhos amanhã". 

O britânico advertiu que a indignação mundial será "incontrolável" caso os líderes reunidos na Escócia se limitem a falar, mas sem nenhuma ação.

"Todas estas promessas não serão mais que bla, bla, bla" e "a raiva e a impaciência do mundo serão incontroláveis a menos que façamos desta COP26 em Glasgow o momento de abordar seriamente a mudança climática", afirmou.

Últimas