Coreia do Norte
Internacional Coreia do Norte confirma teste com lança-foguetes de grande calibre

Coreia do Norte confirma teste com lança-foguetes de grande calibre

Comunicado não destacou sucesso da operação, levando aos analistas a especular a possibilidade do armamento não ter funcionado corretamente

Coreia do Norte

Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, inspeciona teste com lança-foguetes

Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, inspeciona teste com lança-foguetes

KCNA via REUTERS/10.09.2019

O governo da Coreia do Norte afirmou nesta quarta-feira (11) que a arma testada ontem foi um lança-foguetes múltiplo de grande calibre, como o usado pelo regime no mês passado.

No entanto, o comunicado da agência oficial de notícias KCNA, que descreveu o lança-foguetes como "super grande" e observou que o líder norte-coreano, Kim Jong-un esteve presente no teste, não destacou o sucesso da operação, levando aos analistas a especular a possibilidade do armamento não ter funcionado corretamente.

As imagens publicadas pela KCNA mostram o líder supervisionando o lançamento, no qual também esteve presente sua irmã e braço direito, Kim Yo-Jong, e o que parece ser um sistema com quatro tubos de lançamento de 600 mm montados em uma plataforma móvel ereta (TEL).

Por sua vez, as fotos revelam que a Coreia do Norte conseguiu testar três projéteis, embora as autoridades militares da Coreia do Sul e dos Estados Unidos tenham detectado apenas o lançamento de dois.

O Estado-Maior Conjunto disse ontem que que Pyongyang disparou, como teste, "dois projéteis de curto alcance não identificados" no Mar do Japão, a partir da cidade de Kaechon.

Os projéteis, segundo Seul, percorreram cerca de 330 quilômetros e atingiram um pico entre 50 e 60 quilômetros.

Dessa maneira, e dado que o KCNA não destacou o "sucesso" do teste como em outras ocasiões, acredita-se que o lançamento de um terceiro projétil tenha falhado.

Este é o 10º teste de armas norte-coreano neste ano, depois que o regime de Kim Jong-un estivesse 17 meses sem realizá-los, enquanto ocorria as primeiras rodadas diplomáticas com os Estados Unidos.

O teste de terça-feira aconteceu horas depois que a vice-ministra das Relações Exteriores, Choe Son-hui, disse que a Coreia do Norte vê com bons olhos concordar uma data para um encontro com representantes da Casa Branca no final do mês.