Coreia do Norte
Internacional Coreia do Norte mantém pesqueiro russo retido há uma semana

Coreia do Norte mantém pesqueiro russo retido há uma semana

A bordo do navio estavam 17 tripulantes (15 são cidadãos russos e 2 sul-coreanos), que estão detidos em um hotel na cidade de Wonsan 

Coreia do Norte

Coreia do Norte retém embarcação russa

Coreia do Norte retém embarcação russa

Reuters/Denis Balibouse - 13.12.2017

A Coreia do Norte mantém retido desde o último dia 17 um pesqueiro russo por supostamente "violar as normas de entrada e estadia no território norte-coreano", de acordo com informações divulgadas nesta quarta-feira (24) pela embaixada russa em Pyongyang.

A legação russa fez o anúncio em sua página no Facebook garantindo que a embarcação detida pelas autoridades norte-coreanas é a Xianghailin-8, pertencente à Companhia Pesqueira do Nordeste, com sede em Nevelsk (Ilha Sakhalin).

A bordo do navio estavam 17 tripulantes (15 são cidadãos russos e 2 sul-coreanos), que estão detidos em um hotel na cidade de Wonsan (costa leste norte-coreana), onde a embarcação também está atracada.[

Conforme explicado pelo Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Sul em um comunicado, a embarcação, de aproximadamente 300 toneladas, partiu de Sokcho (província de Gangwon), no último dia 16, véspera da detenção, com destino à cidade de Zarubino (Rússia), a 40 quilômetros da fronteira com a Coreia do Norte.

Durante a viagem, o navio sofreu uma falha no motor e acabou em águas norte-coreanas, explicou Seul, afirmando estar trabalhando para se comunicar com Moscou e Pyongyang e conseguir o retorno da tripulação.

A embaixada russa disse em seu comunicado que representantes do Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte explicaram que a embarcação foi detida por "violar as regras de entrada e permanecer no território da República Popular Democrática da Coreia (nome oficial do país)".

Representantes consulares russos visitaram parte da tripulação na última segunda-feira e disseram estar em boas condições.

A embaixada diz que mantém contato próximo com as autoridades norte-coreanas e está tomando "todas as medidas necessárias para resolver essa situação o mais rápido possível".

Pyongyang e Moscou mantêm boas relações desde a fundação da Coreia do Norte sob o patrocínio soviético em 1948.

Os líderes dos dois países, Kim Jong-un e Vladimir Putin, realizaram em abril passado uma cúpula na cidade russa de Vladivostok, no leste do país, onde reforçaram os laços bilaterais.