Rússia x Ucrânia

Internacional Em viagem arriscada, Zelenski visita Bakhmut, ponto crítico na linha de frente no leste da Ucrânia

Em viagem arriscada, Zelenski visita Bakhmut, ponto crítico na linha de frente no leste da Ucrânia

Forças russas tentam há meses controlar cidade; os dois lados registraram muitas perdas em combates na região

AFP

Resumindo a Notícia

  • Zelenski se reuniu com militares e condecorou soldados durante a visita
  • 'O presidente mais corajoso da nação mais corajosa', disse primeiro-ministro ucraniano
  • Cidade de Bakhmut era conhecida por seus vinhedos e minas de sal
  • Antes da invasão da Rússia, região tinha cerca de 70 mil habitantes
O presidente ucraniano, Volodmir Zelenski, em meio à invasão russa

O presidente ucraniano, Volodmir Zelenski, em meio à invasão russa

Valentyn Ogirenko/Reuters - 14.11.2022

O presidente ucraniano, Volodmir Zelenski, visitou Bakhmut nesta terça-feira (20), uma cidade que as forças russas tentam tomar há meses e que representa um ponto crítico na frente leste da Ucrânia, informou seu serviço de imprensa.

“Ele se reuniu com os militares, falou com eles e condecorou nossos soldados”, disse a fonte, sem dar mais detalhes.

Embora Zelenski visite regularmente as áreas da linha de frente, sua visita a Bakhmut em Donbass parece a mais arriscada de todas as viagens que ele fez.

"Zelenski em Bakhmut. O presidente mais corajoso da nação mais corajosa", comentou o vice-primeiro-ministro Mikhailo Fedorov no Telegram.

Desde o verão, os russos tentam controlar Bakhmut, outrora conhecida por seus vinhedos e minas de sal. Antes de a Rússia invadir a Ucrânia, em fevereiro, a região tinha cerca de 70 mil habitantes.

Nos últimos meses, ambos os lados registraram pesadas perdas em combates na cidade. As tropas russas reivindicaram a captura de cidades e áreas perto de Bakhmut, mas o município e partes de seus arredores parecem ser controlados por forças ucranianas.

"As forças russas supostamente perderam posições ao sul de Bakhmut em 18 de dezembro e continuaram seus ataques terrestres perto de Bakhmut e da cidade de Donetsk", disse o think tank Instituto para o Estudo da Guerra em seu relatório diário na última segunda-feira.

Últimas