Internacional Emirados Árabes: mulher foge da família e pede asilo na Macedônia

Emirados Árabes: mulher foge da família e pede asilo na Macedônia

Hind Mohammad Albolooki fugiu de sua família porque queria pedir o divórcio e os familiares não aceitavam a decisão

Mulher fugiu da família

Mulher fugiu da família

Reprodução/Twitter @HAlbolooki

Hind Mohammad Albolooki, 42, está detida em um campo de estrangeiros na Macedônia do Norte. A mulher fugiu de sua família em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos e pediu asilo na Macedônia, que recusou conceder o benefício à mulher. As informações são da CNN.

Albolooki gravou um vídeo em dezembro, antes de ser detida, onde conta sua história. Ela afirmou que estava sendo perseguida por sua própria família, após pedir o divórcio.

Segundo ela, a família acredita que ela mancharia o nome se desse continuidade no divórcio.

Ela fugiu com poucos pertences depois que seus familiares tentaram pegar seu passaporte À força.

Então, ela conseguiu se comunicar com Nenad Dimitrov, uma amiga que vivia na Macedônia, e pediu que a amiga comprasse a passagem para ela.

Albolooki viajou pela Turquia e pela Sérvia, até chegar em seu destino final.

Asilo negado

Hind Mohammad Albolooki teve seu asilo negado pelo Ministério do Interior da Macedônia do Norte, que alegou que a mulher não pode apresentar provas de que está sendo perseguida "em razão de sua raça, religião, nacionalidade... ou afiliação política".

Agora a mulher corre o risco de ser deportada para seu país natal a qualquer instante.

Entidades de defesa dos direitos humanos, no entanto, alegam que a recusa aconteceu por conta da influência econômica que os Emirados Árabes exercem sobre a Macedônia.

Neste meio tempo, Dimitrov continua ajudando sua amiga e está negociando para que países como os Estados Unidos, Canadá, Alemanha ou Suécia aceitem o pedido de asilo de Albolooki.

O governo dos Emirados Árabes afirmou que todas as denúncias de violência doméstica e abuso feitas pela mulher serão investigadas.

Ainda assim, defensores dos direitos das mulheres acreditam que ela pode ser gravemente punida caso volte a conviver com sua família.

No fim do ano passado, a filha do governante de Dubai fugiu em circunstâncias parecidas.

    Access log