Internacional Espanha apreende 1,2 t de cocaína em navio após denúncia do Brasil

Espanha apreende 1,2 t de cocaína em navio após denúncia do Brasil

A droga estava escondida em sacos de milho; uma inspeção na costa brasileira há cerca de 10 dias já havia encontrado mais 1,5 tonelada da substância

Cargueiro levava mais de 1 tonelada de cocaína para Cádiz, na Espanha

Cargueiro levava mais de 1 tonelada de cocaína para Cádiz, na Espanha

Dieter Kroepelin / vesselfinder.com

Agentes de segurança da Espanha apreenderam cerca de 1,2 tonelada de cocaína escondida em um navio carregado com milho, após autoridades do Brasil advertirem que ele estaria transportando drogas.

Leia também: O país sem megacartéis que movimenta US$ 100 bilhões em cocaína

O navio "Unispirit" foi interceptado quando navegava rumo às ilhas Canárias, informou a Agência Tributária espanhola nesta sexta-feira (30).

Inspeção e fuga

A embarcação já havia sido abordada antes de atravessar o Atlântico pelas forças de segurança brasileiras em uma operação na qual foi apreendida 1,5 tonelada de cocaína, mas conseguiu sair "em circunstâncias estranhas e sem que a inspeção estivesse concluída", explicou a agência espanhola em comunicado.

Em resposta a um pedido para que a carga fosse reexaminada na chegada ao território espanhol, a Agência Tributária, em colaboração com a polícia espanhola e a Guarda Civil, organizou uma operação conjunta. Eles interceptaram o navio a cerca de 50 milhas náuticas (cerca de 92 km) da ilha de Gran Canaria, o escoltaram até o porto e o submeteram a uma "inspeção completa" que levou à descoberta das drogas.

A cocaína estava escondida entre as quase 3,5 mil toneladas de milho que a embarcação transportava com destino a Cádiz, no sul da Espanha, após uma parada planejada em Las Palmas de Gran Canaria, segundo a fonte.

Durante esta segunda inspeção, realizada entre 16 e 21 de outubro, cerca de duas semanas após a realizada no Brasil, os agentes espanhóis encontraram 12 sacas de milho nos quais a cocaína estava escondida

Últimas