Internacional Especialista diz que avião desaparecido da Malaysian Airlines foi abatido de propósito por piloto

Especialista diz que avião desaparecido da Malaysian Airlines foi abatido de propósito por piloto

Em entrevista ao tabloide The Sun, um ex-controlador de tráfego da Força Aérea Francesa revelou a teoria bombástica

  • Internacional | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Aeronave partiu de Kuala Lumpur para Pequim em março de 2014, mas desapareceu

  • Especialista disse que o piloto tentou um planeio controlado, mas o avião se dividiu

  • Durante o pouso, o sistema de comunicação da aeronave foi reiniciado

  • Isso sugere que alguém ainda controlava o avião momentos antes da queda

Especialista diz que avião desaparecido da Malaysian Airlines foi derrubado pelo piloto

Especialista diz que avião desaparecido da Malaysian Airlines foi derrubado pelo piloto

Reprodução/Facebook Malaysia Airlines

O Boeing 777 do voo MH370 da Malaysian Airlines, que em 2014 desapareceu com 239 pessoas a bord , foi derrubado intencionalmente, em um local nunca revistado no oceano Índico, alega Gilles Diharce, ex-controlador de tráfego da Força Aérea Francesa. A declaração foi dada em uma entrevista bombástica concedida ao taboide britânico The Sun.

O grande mistério começou em 8 de março de 2014, quando o avião, que partiu de Kuala Lumpur, na Malásia, para Pequim, desapareceu das telas de radar.

As investigações sugerem que a aeronave tomou o sentido contrário em menos de uma hora de voo.

Mas o especialista Gilles Diharce discorda dos relatórios oficiais, que dizem que o avião caiu em alta velocidade, ao afirmar que o piloto tentou fazer um pouso de emergência.

Ele afirma que o comandante pode ter tentado um planeio controlado, mas o mar agitado fez com que o avião se dividisse em duas ou três partes. Para Gilles, o planeio foi uma tentativa de deixar o mínimo de destroços possíveis.

Adrian Leung, John Saeki, Maria-Cecilia Rezende/AFP - 08.03.2022

“Por que uma pessoa iria querer levar uma aeronave para o meio do Oceano Índico? Pode ser que não quisesse que alguém a encontrasse”, disse ex-controlador de tráfego ao The Sun.

Durante o pouso, o sistema de comunicação do avião foi reiniciado, o que sugere que alguém ainda controlava o Boeing momentos antes da queda.

Últimas