Internacional EUA querem que ONU endureça sanções contra a Coreia do Norte

EUA querem que ONU endureça sanções contra a Coreia do Norte

Medida é uma resposta aos repetidos testes de armas, que incluem um míssil intercontinental, realizados pelo país asiático

Agência EFE
A ONU proíbe testes com armas nucleares e mísseis com a capacidade de transportá-las

A ONU proíbe testes com armas nucleares e mísseis com a capacidade de transportá-las

AFP Photo/KCNA via KNS – 27.04.2022

Os Estados Unidos planejam apresentar neste mês uma proposta de resolução ao Conselho de Segurança da ONU para reforçar as sanções contra a Coreia do Norte em resposta aos vários testes de armas, afirmou nesta terça-feira (3) sua embaixadora Linda Thomas-Greenfield.

Washington já havia anunciado no final de março que iria propor um endurecimento das punições internacionais contra Pyongyang, depois que a Coreia do Norte testou um míssil intercontinental após vários anos sem lançar tais projéteis.

"Nosso plano é avançar com essa resolução durante este mês", disse Linda Thomas-Greenfield, hoje, durante entrevista coletiva para apresentar o programa de trabalho do Conselho de Segurança, presidido pelos EUA neste mês de maio.

Até agora, Rússia e China foram totalmente contra a ideia de sanções e, de fato, apostam na redução das punições para tentar estimular as negociações com Pyongyang sobre seus programas nuclear e de mísseis.

Dado que ambos os países têm direito de veto no Conselho de Segurança e possuem a capacidade de bloquear qualquer medida deste tipo apresentada por Washington.

Linda Thomas-Greenfield afirmou hoje que os Estados Unidos estão confiantes de que podem "manter o Conselho unido" na coordenação das ações norte-coreanas, as quais constituem uma violação das resoluções das Nações Unidas que proíbem os testes com armas nucleares e mísseis capazes de transportá-las.

Últimas