Estados Unidos

Internacional EUA suspendem sanções contra o Irã por programa nuclear

EUA suspendem sanções contra o Irã por programa nuclear

Ação de norte-americanos demonstra vontade do país em retomar acordo nuclear de 2015, assinado por Barack Obama 

  • Internacional | Do R7, com informações da Reuters

Passo do Estados Unidos pode fazer com que Irã volte a cumprir acordo do programa nuclear

Passo do Estados Unidos pode fazer com que Irã volte a cumprir acordo do programa nuclear

Lisi Niesner / Reuters - 10.9.2018

O governo do presidente Joe Biden restaurou nesta sexta-feira (4) isenções de sanções ao Irã para permitir projetos de cooperação nuclear internacional, enquanto as negociações indiretas americano-iranianas sobre a retomada do acordo nuclear internacional de 2015 com Teerã entram na reta final.

As conversas indiretas visam fazer com que os Estados Unidos retornem ao acordo e o Irã retome o cumprimento. O acordo foi feito pelo ex-presidente Barack Obama, e Biden prometeu tentar trazer os Estados Unidos de volta a ele.

O Departamento de Estado enviou um relatório assinado pelo secretário de Estado Antony Blinken ao Congresso explicando que a restauração das isenções ajudará as negociações em Viena sobre o retorno ao acordo, que inclui países como China, França, Alemanha, Rússia, Grã-Bretanha.

"Também é projetado para servir aos interesses de não proliferação e segurança nuclear dos EUA e restringir as atividades nucleares do Irã. Está sendo emitido por uma questão de critério político com esses objetivos em mente, e não de acordo com um compromisso ou como parte de um quid pro quo (termo latim que significa favor por favor)", disse o relatório.

As atividades, de acordo com o relatório, incluem o redesenho do reator de água pesada Arak do Irã, a preparação e modificação de sua instalação de Fordow para produção estável de isótopos, operações, treinamento e serviços relacionados à usina nuclear de Bushehr, entre várias outras coisas.

Os Estados Unidos e o Irã realizaram oito rodadas de negociações indiretas em Viena desde abril com o objetivo de restabelecer o pacto que suspendeu as sanções contra Teerã em troca de restrições ao seu programa nuclear. Não houve anúncio formal sobre quando a nona rodada começaria, mas as expectativas se intensificaram de que poderia ser na próxima semana.

Depois que Trump retirou os Estados Unidos do acordo em 2018 e reimpôs duras sanções, o Irã gradualmente começou a violar as restrições nucleares do pacto. Diplomatas ocidentais agora temem que seu avanço nuclear deixe uma janela muito estreita para retornar ao acordo.

As últimas conversas em Viena estavam "entre as mais intensas que tivemos até hoje", disse uma autoridade dos EUA a repórteres na segunda-feira, falando sob condição de anonimato. O responsável acrescentou que houve algum progresso na redução da lista de diferenças e que agora é o momento de decisões políticas.

Últimas