Internacional Ex-presidente sul-africano é condenado por desacato à Justiça

Ex-presidente sul-africano é condenado por desacato à Justiça

Jacob Zuma foi condenado a 15 meses de prisão por se negar a comparecer a uma comissão anticorrupção

AFP
Ex-presidente sul-africano é condenado à prisão por desacato à Justiça

Ex-presidente sul-africano é condenado à prisão por desacato à Justiça

Phill Magakoe/Pool via REUTERS - 26.5.2021

O ex-presidente sul-africano Jacob Zuma foi condenado a 15 meses de prisão, após ser declarado culpado de desacato à Justiça por se negar a comparecer a uma comissão anticorrupção.

"O Tribunal Constitucional pode concluir apenas que Zuma é culpado de desacato à Justiça", disse a juíza Sisi Khampepe, solicitada pela comissão anticorrupção.

O veredicto do tribunal ordenou "uma sentença de prisão sem possibilidade de suspensão da pena", e Zuma deve se apresentar à Justiça em um prazo de cinco dias.

"Não me resta outra opção a não ser enviar Zuma para a prisão, com a esperança de que, com isso, seja-lhe enviada uma mensagem clara: que o Estado de direito e a Justiça devem prevalecer", acrescentou.

O ex-presidente compareceu apenas uma vez diante dessa comissão de inquérito e ignorou várias convocações posteriores. Alegou razões médicas, ou que estava preparando sua defesa para outros casos.

Zuma, de 79 anos, enfrenta vários acusações de fraude, corrupção e crime organizado, relacionados com a compra, em 1999, de equipamento militar de cinco empresas europeias de armamento, quando era vice-presidente do país.

Ele dirigiu a África do Sul entre 2009 e 2018 e se viu obrigado a renunciar após uma série de escândalos.

Últimas