Explosão seguida de incêndio em hospital de Teerã deixa 19 mortos

Acidente na tubulação de gás aconteceu no início da noite desta terça-feira (30) na capital do Irã; vítimas morreram devido à alta temperatura e à fumaça

Pacientes e funcionários evacuaram hospital para fugir das chamas

Pacientes e funcionários evacuaram hospital para fugir das chamas

Abedin Taherkenareh / EFE - EPA - 30.6.2020

Uma explosão causada por um vazamento de gás em um hospital no norte de Teerã, capital do Irã, nesta terça-feira (30) matou 19 pessoas e provocou um grande incêndio que afetou diversos imóveis.

Leia também: Capital do Irã, Teerã é atingida por explosão durante a noite

O porta-voz dos Corpo de Bombeiros de Teerã, Jalal Maleki, detalhou que 15 mulheres e quatro homens morreram devido "à alta temperatura e à fumaça espessa".

Inicialmente, as autoridades informaram a morte de 13 pessoas. Uma vez apagado o incêndio, os bombeiros recuperaram mais seis corpos.

Maleki explicou à televisão estatal que algumas das vítimas estavam nos andares superiores e eram pacientes que seriam operados ou acompanhantes.

Explosão de gás

A explosão ocorreu por volta das 21h (horário local; 13h30 em Brasília) no subsolo do hospital Sina Athar, onde estavam armazenados cilindros de gás. O incidente gerou uma grande coluna de fumaça.

Quando os serviços de emergência chegaram ao hospital, na avenida Shariati, a situação nos arredores era caótica, e vários parentes de pacientes compareceram ao local horas após saberem a notícia.