Internacional Extremistas hindus matam cristão e jogam corpo em floresta na Índia

Extremistas hindus matam cristão e jogam corpo em floresta na Índia

“Ele foi morto por causa de sua fé, vida e ministério para o povo Adivasi na área”, disse um dos colegas do pastor

  • Internacional | Do R7

Pastor assassinado e sua família, na Índia

Pastor assassinado e sua família, na Índia

Reprodução/ICC

Um pastor de 35 anos foi morto por um grupo de extremistas hindus no centro-oeste da Índia. O corpo da vítima foi encontrado em uma floresta pela própria esposa, após ele ter sido arrastado de dentro de casa.

O caso aconteceu em julho e foi divulgado pela organização sem fins lucrativos ICC (International Christian Concern). Segundo o relato, nacionalistas hindus radicais se opunham severamente ao pastor Munsi Thado e sua família.

“Ele foi morto por causa de sua fé, vida e ministério para o povo Adivasi na área”, disse um dos colegas do pastor ao ICC. “Ele levou mais de 20 famílias a Cristo nos últimos cinco anos, desde que foi expulso da aldeia por alguns radicais hindus.”

Embora sejam a terceira religião com mais seguidores na Índia (28 milhões), os cristãos são minoria. Cerca de 80% dos indianos seguem o hinduísmo, em um país com 1,35 bilhão de habitantes.

Nos últimos anos, organizações internacionais têm manifestado preocupação com perseguições a cristãos na Índia por parte de grupos extremistas.

A missão não denominacional de apoio a cristãos Portas Abertas, sediada nos Países Baixos, classifica a Índia como o décimo lugar mais perigoso para cristãos viverem.

No entanto, a viúva do pastor, Rajini, que chegou a implorar para que a vida do marido fosse poupada, não pretende deixar a vila e o ministério que eles começaram no estado de Maharashtra.

Últimas